Antevisão

Primeiro vislumbre do sucessor do Koenigsegg Agera RS

Foi durante a inauguração do novo espaço da marca, em Melbourne, na Austrália, que tivemos o primeiro vislumbre do sucessor do Koenigsegg Agera RS.

O Koenigsegg Agera RS é, atualmente, o carro mais rápido do planeta. O Agera RS deixou de ser produzido este ano, foram apenas construídas 25 unidades — 26, se contarmos com uma unidade que acabou destruída pelo piloto de testes da marca —, e quebrou, gloriosamente, cinco recordes de velocidade, um dos quais se mantinha há 79 anos.

A Koenigsegg já confirmou um sucessor para o Agera, com apresentação pública no próximo mês de março, em 2019, durante o Salão de Genebra, e produção prevista a começar em 2020. A missão não será fácil, certamente. Afinal, estamos a falar de um sucessor para o carro mais rápido do mundo.

Porquê esta revelação na Austrália?

Existem apenas dois Koenigsegg na ilha-continente — um CCR em preto e um CCX em laranja —, que estiveram em exposição durante a inauguração do novo espaço oficial de representação da marca na Austrália, tratando-se de uma parceria entre esta, o importador Prodigy Automotive e o distribuidor de automóveis de luxo Lorbek Luxury Cars.

RELACIONADO: Koenigsegg. Um futuro repleto de “monstros”
Koenigsegg CCR e Koenigsegg CCX
Os dois Koenigsegg existentes na Austrália, em exibição na inauguração do novo espaço.

Como a marca só chega oficialmente este ano à Austrália, os potenciais clientes australianos já perderam a possibilidade de adquirir o novo “monstro” sueco, o Regera — a produção já está toda alocada.

RELACIONADO: Koenigsegg Regera. Querias um? Já vais tarde…

Para cativar potenciais e clientes, e — achamos nós — justificar a existência destas instalações, a marca sueca acabou por revelar um sketch do hiperdesportivo que tomará o lugar do Koenigsegg Agera RS, o primeiro modelo da marca que os australianos poderão adquirir de forma oficial.

Infelizmente não é muito revelador, mas podemos discernir uma generosa asa traseira e difusor traseiro, além do formato das óticas traseiras. Do pouco que se sabe, só mesmo que o futuro superdesportivo terá painéis do tejadilho amovíveis e portas de abertura diédrica. Tal como, aliás, os restantes modelos da marca.

Será híbrido como o Regera? Manterá o V8 twin turbo? Tentará atingir as 300 milhas por hora? Só podemos aguardar…

 

Sabes responder a esta?
Quantos pesa a menos o Bugatti Chiron Sport relativamente ao Chiron regular?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Bugatti Chiron Sport. Versão mais hardcore ao vivo em Genebra

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos