Arranque a Frio

Este Ford GT é mais especial que os outros

O piloto dinamarquês Jason Watt, um dos primeiros europeus a receber um Ford GT, leva-nos a descobrir as adaptações da sua máquina e o uso que faz dela.

Um acidente de mota deixou-o paralisado do peito para baixo em 1999, mas Jason Watt não esperou muito tempo para continuar a sua carreira de piloto — em 2002 ganharia o campeonato dinamarquês de turismos, com um carro especialmente adaptado.

Foi um dos primeiros a receber o Ford GT na Europa, como já reportámos, e claro, para o desfrutar, também o adaptou. E agora, nem parece o mesmo GT, destacando-se o novo “wrap” de um patrocinador, participando em eventos para caridade — no vídeo tudo é explicado ponto por ponto.

Podemos vê-lo a levar o Ford GT para o circuito de Nürburgring, com bagagem… e cadeira de rodas fixados ao teto com umas poderosas ventosas. E permite observar como funciona todo o mecanismo de adaptação do superdesportivo para poder ser conduzido apenas com as mãos. Não foi com “faca nos dentes”, mas fica no ar um possível regresso para conseguir um recorde para um deficiente motor.

O vídeo, da autoria do conhecido Misha Charoudiné longo — colocámo-lo a começar com a entrada do carro em circuito —, mas vale a pena vê-lo desde o início.

RELACIONADO: Alex Zanardi, o homem-superação

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 9h00 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
O Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio tem…
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

A Alfa Romeo faz hoje 108 anos. Nós celebramos assim…

Mais artigos em Notícias