Diesel, o fim?

Nissan decreta a morte do Diesel… mas a longo prazo

A japonesa Nissan acaba de anunciar oficialmente a decisão de que irá deixar progressivamente de comercializar veículos Diesel na Europa. Só não fixa uma data precisa.

A decisão da Nissan surge, também, como uma resposta à quebra nas vendas do Diesel, a que a Europa tem vindo a assistir nos últimos tempos.

Fruto desta situação, a marca nipónica, parte da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, decidiu já que continuará a disponibilizar motores a gasóleo apenas nos tempos mais próximos. Passando, a partir daí, à sua retirada progressiva dos mercados europeus e a uma aposta cada vez mais forte nos elétricos.

“Juntamente com outros construtores automóveis e elementos da indústria, temos vindo a assistir ao progressivo declínio do Diesel”, comentou já, em declarações reproduzidas pela Automotive News Europe, um porta-voz da Nissan. Salientando, no entanto, que “não prevemos o fim dos Diesel, a curto prazo. Pelo contrário, no ponto em que estamos, acreditamos que os modernos motores a gasóleo continuarão a ter procura, pelo que a Nissan continuará a disponibilizá-los”.

Nissan Qashqai
O Nissan Qashqai é um dos modelos da marca nipónica que deixará de contar com motores Diesel

Na Europa, região do globo onde as nossas vendas Diesel estão concentradas, a aposta elétrica que temos vindo a fazer fará com que possamos vir a descontinuar gradualmente os motores a gasóleo dos carros de passageiros, à medida que forem chegando as novas gerações.

Porta-voz da Nissan

Entretanto, uma fonte não-identificada terá já revelado à agência noticiosa Reuters que a Nissan prepara-se para cortar centenas de postos de trabalho na sua fábrica de Sunderland, no Reino Unido, devido à queda nas vendas do Diesel.

RELACIONADO: Bosch anuncia «mega revolução» na tecnologia Diesel

Este anúncio da Nissan vem no seguimento de outros, como o da FCA, grupo ítalo-americano detentor das marcas Fiat, Alfa Romeo, Lancia, Maserati, Jeep, Chrysler, RAM e Dodge, que terá decidido, também, acabar com os motores a Diesel, até 2022. Decisão que, no entanto, aguarda ainda o anúncio oficial, o qual poderá acontecer já no próximo dia 1 de junho, altura em que é apresentado o plano estratégico do grupo para os próximos quatro anos.

RELACIONADO: Novo Nissan Leaf já disponível em Portugal

Sabes responder a esta?
Qual o binário anunciado pelo novo Range Rover Velar D275?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Range Rover Velar recebe novos motores e equipamentos tecnológicos

Mais artigos em Notícias