Rumor… ou certeza?

Mercedes-Benz a fornecer motores à Volvo?

Agora que o dono da Geely e Volvo, é também o maior acionista individual da Daimler, que comece a especulação. Poderá a Mercedes-Benz vir a fornecer motores à Volvo? Uma hipótese que os responsáveis da marca da estrela recusam… pelo menos, para já.

A notícia é avançada pela alemã Manager Magazin, com base no facto da Daimler AG ter hoje em dia como maior acionista individual, o dono da chinesa Geely, Li Shufu. Companhia que, por sua vez, é também proprietária da Volvo.

No entanto, ouvido sobre esta hipótese, um executivo não identificado da Daimler a terá já recusado, defendendo que, “idealmente, preferimos uma aliança em que todas as partes saiam a ganhar. Ora, fornecer a tecnologia da Mercedes à Volvo e à Geely não é uma aliança em que todas as partes ganham”.

Apesar desta posição, a revista garante igualmente que Daimler e Geely poderão vir a desenvolver uma plataforma conjunta para veículos elétricos. Isto apesar do fabricante automóvel chinês estar a desenvolver uma solução do género “há algum tempo”, mostrando-se igualmente recetivo a desenvolver, em conjunto com o construtor alemão, células para as baterias.

Li Shufu Chairman Volvo 2018
Li Shufu, dono da Geely e Chairman da Volvo, pode vir a ser a ponte entre o construtor sueco e a Daimler AG

De resto e no seguimento dessa mesma parceria, a Mercedes também poderia vir a fornecer motores à Volvo. Com a revista a assegurar, inclusivamente, que fontes da Daimler ter-se-ão mostrado disponíveis para fornecer também outros componentes.

RELACIONADO: Primeiro SUV de luxo da Mercedes-Maybach surge antes do tempo

Daimler AG acionista da Volvo?

Ainda segundo refere a publicação, decorrente desta colaboração, a Daimler poderá, inclusivamente, vir a adquirir uma pequena posição acionista no capital do construtor sueco. “Cerca de 2%”, uma espécie de gesto “simbólico”, que deverá ser entendido como a “vontade de cooperar” com a marca de Gotemburgo.

Contactadas pela Reuters, a Volvo ter-se-á recusado a comentar a notícia, ao passo que, na Daimler, um porta-voz descreveu as informações como “pura especulação que nós não iremos comentar”.

Sabes responder a esta?
Qual o valor máximo das multas que a UE poderá aplicar aos construtores automóveis?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Comissão Europeia com poder para multar construtores até 30 mil euros por carro

Mais artigos em Notícias