Motores

Turbo no Toyota GT86? Não nesta geração, palavra do seu criador

Desengane-se quem tem ansiado por isso, porque não vai acontecer: o atual Toyota GT86 nunca terá uma motorização mais possante e com turbo.

Pressionada pelos sucessivos rumores e notícias que apontam nesse sentido, a Toyota tratou de esclarecer as coisas — por muito que alguns o desejem, o Toyota GT86 não receberá qualquer turbocompressor. Pelo menos, não na atual geração, garantiu já, em declarações à australiana CarAdvice, o diretor de engenharia para o GT86 e novo Supra, Tetsuya Tada.

Quando lançámos o 86, recebi milhões de questões provenientes de todos os cantos do mundo, perguntando quando é que chegaria a versão turbo. A todas elas eu respondi que não iria existir uma versão turbo, levando mesmo ao surgimento de alguns artigos em que eu era acusado de não gostar de turbos

Tetsuya Tada, diretor de engenharia da Toyota

“Não é verdade que eu não goste de turbos. Simplesmente, se existisse uma versão turbo do GT86, com mais potência, isso obrigaria a transfigurar completamente o projeto original, de forma a conseguir ter um carro do qual eu pudesse orgulhar-me”, acrescentou o mesmo responsável.

Toyota GT86

 

Segundo Tada, a atual plataforma do GT86 foi concebida para ser leve e ágil. Qualidades que acabariam forçosamente alteradas, com a introdução de um turbo. Motivo pelo qual, só mesmo com uma nova plataforma, a introdução de um turbo poderia resultar num carro capaz de satisfazer o director de engenharia da Toyota.

Abordagem distinta para o novo Toyota Supra

Diferente, no entanto, deverá ser a abordagem relativa ao futuro Supra, o qual, garante Tetsuya Tada, será bastante mais configurável que o GT86. Desde logo, no seis cilindros em linha, com turbo, o qual poderá vir a oferecer vários níveis de potência, caso a Toyota assim o entenda.

Já no que ao GT86 diz respeito, pouco mais há a fazer do que esperar pela próxima geração — a atual já conta com seis anos —, à partida agendada já para 2019. Em princípio continuará a ter como parceira de desenvolvimento a Subaru, o que permitirá manter o motor boxer e o baixo centro de gravidade dos atuais GT86 e BRZ.

 

Sabes responder a esta?
Qual é o tempo anunciado pelo Ford Mustang 2.3 EcoBoost para a aceleração dos 0 aos 100 km/h?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Ford Mustang 2.3 Ecoboost. É preciso ser perfeito?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos