Invenção

Miúdos mostram como reutilizar água da chuva para o limpa pára-brisas

Sabias que cada condutor gasta cerca de 20 litros de água por ano, só a limpar o pára-brisas? Então, porque não utilizar, por exemplo, a água da chuva? A ideia foi de dois miúdos alemães e a Ford promete aproveitá-la!

Embora o valor médio por condutor até possa ser considerado, à partida, irrisório, a verdade é que 20 litros, multiplicados por milhões e milhões de condutores em todo o mundo, para abastecer os depósitos dos sistemas de limpa pára-brisas dos seus carros, resulta numa cifra pouco menos que assustadora.

As soluções para alguns problemas podem vir dos sítios mais improváveis. A ideia de duas crianças alemãs, de 11 e 9 anos, foram as únicas a lembrar-se do óbvio: porque não aproveitar a água da chuva? A norte-americana Ford não demorou muito a perceber e a abraçar esta ideia.

Segredo está na captação

A solução, agora apresentada pela marca da oval, que já a tem em testes, instalada num familiar S-Max, passa, basicamente, pela colocação na viatura de um sistema de recolha de água das chuvas.

Quanto à recolha propriamente dita, é feita a partir da água que escorre pelo pára-brisas, a qual é canalizada para tubos de borracha, com entradas na base dos limpa pára-brisas, a qual abastece o referido depósito.

“Nós nem queríamos acreditar que nunca ninguém tinha pensado numa ideia tão simples”, comenta, ao lado do seu irmão Daniel, de 11 anos, Lara Krohn, de 9 anos. Recordando que, “decidimos começar por experimentar a solução utilizando o motor de puxar água do nosso carro de bombeiros de brinquedo, num outro carro, que colocámos dentro de um aquário, para simular um ambiente de chuva. Ao mesmo tempo, juntámos um filtro ao sistema, como forma de garantir que a água é limpa, sendo que, no final, tudo funcionou da melhor forma”.

“Ideia do Daniel e da Lara vem resolver um problema com décadas”

A confirmação do sucesso da experiência surge expressa no vídeo divulgado pela Ford, que revela a forma como os dois jovem “cientistas” acabaram por chamar a atenção dos engenheiros da Ford, ao vencerem um concurso de ciência.

A ideia do Daniel e da Lara vem resolver um problema que afeta os condutores de todo o mundo, há décadas; sendo que bastou um simples momento de ingenuidade para colocá-lo em prática, já que, em menos de cinco minutos de chuva, o depósito fica completamente cheio

Theo Geuecke, responsável da Ford Europa pelo equipamento exterior de carroçaria

 

Gastos de água vão continua a aumentar, diz Ford

A justificar a aposta neste tipo de soluções, estão também as previsões da própria Ford de que a quantidade de água utilizada pelos veículos continue a aumentar, já que cada vez há mais câmaras e sensores que têm de ser constantemente alvo de limpeza, durante a condução.

VÊ TAMBÉM: Ford Edge estreia novo 2.0 EcoBlue Diesel com 238 cv

Perante esta situação, a marca da oval anuncia que continuará a trabalhar numa série de novos métodos de recolha de água, incluindo, o aproveitamento da condensação.

Sabes responder a esta?
Qual a potência anunciada para o modelo de estreia da CUPRA, o CUPRA Ateca?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

SEAT. Lucros recorde e promessa de duas novidades por ano até 2020

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos