Com turbo e mais de 400 cv

Volkswagen Arteon R. O mítico VR6 está de volta?

Não é surpresa nenhuma a intenção da Volkswagen lançar uma versão mais desportiva do seu topo de gama. A surpresa está na motorização que o Volkswagen Arteon R poderá utilizar.

Segundo a Car Throttle, a marca de Wolfsburgo está a trabalhar afincadamente num protótipo de pré-produção do Volkswagen Arteon R. A sua produção ainda não foi aprovada mas deverá obter «luz verde» em breve. A garantia foi dada por um dos responsáveis da marca, Martin Hube, porta-voz da Volkswagen.

RELACIONADO: TOP 15. Os melhores motores alemães de todos os tempos

Para já descrito apenas como um protótipo, o Volkswagen Arteon R deverá recorrer a uma nova variante do mítico motor VR6, agora com 3.0 litros de capacidade e um turbo associado. Um motor que foi inclusivamente uma das estrelas do Festival de Wörthersee em 2013 e que entretanto parecia votado ao esquecimento.

Como deves estar recordado (podes reler aqui), a sigla VR resultada da junção da letra V referente à arquitetura do motor, com a letra R de Reihenmotor — que em português significa motor em linha. Basicamente, a materialização das duas soluções num só bloco. O ângulo do V é tão fechado que as duas cabeças do motor fundem-se numa só.

Volkswagen Arteon R com a «faca nos dentes»

Ainda sobre este propulsor, a Car Throttle avança, com base em declarações do porta-voz da Volkswagen, Martin Hube, que o VR6 deverá ser capaz de oferecer uma potência superior a 400 cv, distribuída às quatro rodas através de um sistema 4Motion. Está por apurar o tipo de transmissão a utilizar, manual ou automática, mas tendo em consideração o nível de potência deste VR6 Turbo a aposta mais segura é na transmissão automática de dupla embraiagem.

“Estou totalmente convencido que esta combinação funcionará optimamente, uma vez que incluímos a última versão do sistema de quatro rodas motrizes Haldex, o qual permite desfrutar de um pouco mais de sobreviragem. Facto que ajudará a tornar o carro ainda mais ágil e poderoso”

Martin Hube, porta-voz da Volkswagen

No entanto e apesar do prazer de condução que uma versão como esta já anuncia, o mesmo interlocutor recorda que, pelo menos nesta fase, tudo não passa de uma hipótese. Estando tudo ainda dependente da concordância das altas esferas da marca. Embora e caso a “luz verde” surja, exista desde já a garantia de que será uma proposta capaz, segundo Hube, “de deixar para trás o Porsche Panamera”.

A coisa promete!…

Sabes responder a esta?
Qual é o modelo com que a Mercedes-Benz Classe X partilha a plataforma?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Já conduzimos a nova Mercedes-Benz Classe X. Primeiras impressões

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos