Segredos da indústria automóvel

Gostas do banco do teu carro? Agradece ao Robutt da Ford

A Ford desenvolveu um robô com uma missão no mínimo curiosa... simular o rabo humano. Sim, isso mesmo. Simular o "nosso" traseiro. Vamos conhecer o Robutt.

Robutt, este é um daqueles casos em que o nome diz tudo. Se não diz tudo, pelo menos diz muito da sua função.

A Ford criou este Robutt para se mover tal como o traseiro humano e simular na perfeição o modo como os condutores e passageiros entram e saem dos seus assentos.

robutt
Mais dois «dummies» que foram para o desemprego.

Os engenheiros utilizaram mapas de pressão para estabelecer um padrão, usando os dados obtidos para testar o desgaste dos materiais recorrendo ao traseiro robótico — ou “Robutt” – para imitar os movimentos mais comuns.

Anteriormente, usávamos cilindros pneumáticos que simplesmente se moviam para cima e para baixo. Com o Robutt, agora podemos replicar de forma muito precisa como as pessoas realmente se comportam."

Svenja Froehlich, Engenheira de durabilidade da Ford

Como nasceu o Robutt?

“Desde o primeiro momento em que entramos num carro, o assento cria uma impressão de conforto e qualidade”, refere Svenja Froehlich, engenheira de durabilidade, na sede europeia da Ford, em Colónia, na Alemanha. Foi por isso que a Ford desenvolveu o Robutt.

RELACIONADO: Cinco factos que (eventualmente!) desconheces sobre o novo Ford Fiesta

O Robutt foi desenvolvido tendo por base as dimensões médias de um homem de grande estatura. O objetivo é simular dez anos de condução em apenas três semanas. Nestas três semanas são simulados 25 000 movimentos. O novo teste está a ser aplicado a outros veículos Ford na Europa. O primeiro modelo beneficiado foi o novo Ford Fiesta.

Sabes responder a esta?
Qual é o modelo que a Citroën vai deixar de produzir?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Digam adeus à atual geração do Citroën C4

Mais artigos em Notícias