Elétricos

A Porsche fez um Cayman elétrico, mas não o podes comprar

Poderão os automóveis desportivos ser elétricos? A Porsche afirma que sim e construiu um Cayman a eletrões para o demonstrar.

Conforme vamos progredindo para um futuro elétrico e autónomo, põe-se em causa os paradigmas de ontem e de hoje. Haverá espaço no futuro para automóveis puramente desportivos focados na condução? A Porsche acredita que sim. E demonstrou-o construindo um Cayman 100% elétrico a que chamou de Cayman E-Volution.

Trata-se apenas de um protótipo – não esperem vê-lo à venda. Até porque, como podemos ver, trata-se da geração 981, não a atual 982, conhecida no mercado como 718 Cayman. Tal acontece porque este protótipo não é uma novidade absoluta. Na realidade foi apresentado pela primeira vez em janeiro de 2016, no Festival Automobile International em Paris, França.

A Porsche volta a mostrar o protótipo por ocasião do Electric Vehicle Symposium (Simpósio do Veículo Elétrico) que ocorre até ao final do dia de hoje em Estugarda, na Alemanha. O Cayman E-Volution – não confundir com o recentemente anunciado Mitsubishi e-Volution -, prescinde do seis cilindros boxer e no seu lugar surge um motor elétrico.

Porsche Cayman E-Volution
Porsche Cayman E-Volution no Festival Automobile International de 2016, Paris, França

Não dispomos de números sobre o motor ou baterias, mas a marca alemã refere que este Cayman elétrico é capaz de acelerar até aos 100 km/h em apenas 3,3 segundos – menos 1,3 segundos que o atual 718 Cayman S. A autonomia máxima é de 200 km segundo o ciclo NEDC, o que no mundo real significará bastante menos.

Carregamentos mais rápidos

Construído com o propósito de demonstrador e de veículo de testes, o Cayman E-Volution é uma oportunidade também para dar a conhecer o sistema de carregamento de 800V, apresentado em 2015 com o Mission E.

Porsche Turbo Charging é – ironicamente – o nome do sistema de carregamento. Permitirá no futuro Mission E, a ser apresentado talvez já em 2018, conseguir carregar em 15 minutos até 80% da capacidade total. O sistema de 800V providencia 320 kW por veículo. Compare-se com os Supercharger da Tesla, com um sistema de 480V e 120 kW de potência.

Segundo a marca alemã, este sistema deverá ser utilizado como suplemento à rede rápida de carregamento de média tensão. Uma destas redes será construída nas principais vias europeias em 2020 numa joint venture entre a Porsche, Audi, BMW, Daimler e Ford.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos

Pub