Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Aston Martin Vantage revelado… ou quase.

O Aston Martin Vantage conhece finalmente um sucessor, ao fim de 12 anos. O novo desportivo da marca britânica será apresentado antes do final do ano.

O Aston Martin Vantage, o degrau de acesso à marca britânica, já carrega o peso de uma dúzia de anos sobre os seus “ombros”. Já estava mais do que na altura em arranjar um substituto. E aqui está ele… mais ou menos. Ao contrário dos teaser enigmáticos habituais, a Aston Martin forneceu imagens do novo modelo, mas devidamente camuflado.

E apesar do abstracionismo geométrico da pele que o reveste, conseguimos apreciar as boas proporções dos volumes: curto, baixo e largo, com uma longa frente e habitáculo recuado.

Pelo pouco que se consegue deslindar da camuflagem, o novo Aston Martin Vantage parece afastar-se do DB11, aproximando-se do DB10, o modelo desenhado exclusivamente para o agente secreto James Bond, no filme Spectre.

O DB11 estreou uma nova geração da arquitetura em alumínio, que também servirá de fundação ao Vantage, numa variante mais curta. O recurso à nova arquitetura resultará, expetavelmente, num carro estruturalmente mais rígido e mais leve, o que, teoricamente, trará benefícios ao nível da dinâmica e performance.

Corpo britânico, coração alemão

O DB11 foi o primeiro a receber o V8 da Mercedes-AMG, e será também esta unidade a motivar o novo Aston Martin Vantage. Trata-se de um V8 de 4.0 litros, twin turbo e segundo os rumores, prevê-se que debite à volta de 500 cavalos na versão de acesso. Um salto considerável considerando os 436 cavalos do atual 4.7 litros V8 naturalmente aspirado. Tal como o atual a transmissão será às rodas traseiras, efetuada através de uma caixa manual ou de uma caixa de dupla embraiagem.

Os cavalos a mais e os quilos a menos deverão permitir que os 0 aos 100 km/h fiquem mais próximos do 4.0 segundos do que dos cinco do modelo atual.

Mas o novo Vantage não ficará limitado ao V8 alemão. As probabilidades são elevadas de receber também o V12 de 5.2 litros twin turbo do DB11, substituindo o épico Vantage V12.

A gama não se ficará pela carroçaria coupé, com um roadster a chegar pouco tempo depois. E também variantes AMR, com maior foco na performance em circuito.

 

Mais artigos em Notícias