Desporto Motorizado

Isuzu Pro Racing com ambições renovadas nas competições todo-o-terreno

Em vésperas da Baja do Douro, que arranca amanhã em Vila Nova de Gaia, foi apresentado esta semana o projeto Isuzu Pro Racing.

Numa altura em que já se disputaram três provas do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, foi esta semana apresentado o projeto Isuzu Pro Racing e as novas Isuzu D-Max de competição. Um projeto que representa para a Isuzu e para a Prolama a continuidade do trabalho iniciado em 2006, quando a marca nipónica chegou a Portugal.

Desde então, foi percorrido um longo caminho, com vários títulos alcançados em Portugal e no estrangeiro por viaturas Isuzu construídas e preparadas pela Prolama. Em 2017, a vontade é de ir mais longe e demonstrar o potencial destes modelos, garantem os responsáveis pelo projeto.

VEJAM TAMBÉM: O que é que tem mais peças: um carro ou uma mota de competição?

Atualmente, são onze as unidades em competição por diversos países do Mundo, incluindo as novas D-Max da Isuzu Pro Racing, que podemos ver no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

Com a ideia inicial de entrar em competição com uma das novas D-Max homologadas pela FIA surgiu também a oportunidade de integrar o Team CONSILCAR no projeto, cuja participação é direcionada à Taça Ibérica de Todo-o-Terreno.

A ISUZU D-Max T2 está equipada com um motor de 3.0 litros de 210 cv de potência, caixa manual de 5 velocidades e travões de série.

Os experientes Rui Sousa e Carlos Silva continuam a defender as cores da marca, agora na companhia de Edgar Condenso e Nuno Silva, que se preparam para disputar a Taça Ibérica de Todo-o-Terreno.

Perante o desafio de alcançar vitórias no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, os primeiros frutos surgiram logo na estreia vitoriosa na Baja de Loulé. Após três provas realizadas (Loulé, Reguengos e Pinhal), a dupla Rui Sousa e Carlos Silva está na frente do Campeonato Nacional. A próxima prova arranca já amanhã na Baja do Douro, em Vila Nova de Gaia.

Mais artigos em Notícias