Ensaio

Conduzimos o renovado Mazda6. Estas foram as nossas impressões

Depois do teste à carrinha Mazda6, trocámos a versão mais familiar (com caixa manual) pela variante berlina (com caixa automática).

Com a chegada do novo Mazda MX-5 RF, do novo CX-5 e do restyling do Mazda3, o renovado Mazda6 não é a novidade mais sonante da Mazda para 2017. Não é a novidade mais sonante, mas é sem dúvida um dos trunfos da marca nipónica para reforçar o crescimento na Europa.

Entre as novidades deste Mazda6 renovado destacamos: o novo ecrã tátil, o head-up display melhorado, o motor SKYACTIV-D 2.2 de 175 cv que foi revisto (mais silencioso e eficiente) e, finalmente, o sistema G-Vectoring Control. aqui o nosso primeiro ensaio ao Mazda6 (variante carrinha).

Nesta versão de três volumes, pouco ou nada muda em relação à carrinha que ensaiámos há pouco mais de dois meses. As premissas mantêm-se: o Mazda6 é um familiar competente, bem equipado e com um motor agradável. Então, quais as diferenças?

Espaço

Um dado curioso: a versão berlina do Mazda6 é maior do que a versão carrinha – tem mais 7 cm de comprimento e uma distância entre eixos maior em 8 cm. Assim, ao contrário do que seria expectável, os passageiros do banco de trás da berlina ficam a ganhar escassos centímetros de espaço face à versão carrinha.

O porquê destas diferenças é simples de explicar. Enquanto a versão três volumes foi pensada para o mercado norte-americano (os americanos gostam de carros grandes), a versão carrinha foi pensada exclusivamente para o mercado europeu. Em qualquer dos casos, as cotas de habitabilidade são generosas.

Em termos de bagageira a conversa é outra. A variante três volumes oferece 480 litros de espaço, aquém dos 522 litros da carrinha, que graças aos bancos rebatíveis permite estender a sua volumetria até aos 1 664 litros. 

Caixa manual vs. automática

Tendo em conta as qualidades da caixa manual de seis velocidades que equipava a variante carrinha testada por nós – qualidades comuns a todos os modelos da gama Mazda, temíamos que a mudança para uma transmissão automática se fizesse sentir na resposta do motor e no prazer de condução. Pois bem, não podíamos estar mais enganados.

A caixa SKYACTIV-Drive de seis velocidades que equipa esta versão dá bem conta de si, mostrando ser surpreendentemente equilibrada e capaz de proporcionar passagens de caixa suaves e precisas. Ainda assim, as diferenças face à caixa manual revelam-se quer nas prestações (mais 0.5 segundos dos 0-100 km/h) quer nos consumos (mais 0.3 l/100 km) e emissões (mais 8 g/km de CO2). Se a isto juntarmos os 4.000 € de diferença, a balança parece pender para o lado da caixa manual.

A decisão dependerá daquilo que mais valorizam. Consumos e eficiência ou conforto de utilização?

Berlina ou carrinha? Depende.

Dito isto, na hora de optar por uma ou por outra versão, a resposta dependerá sempre do tipo de utilização que pretendemos fazer do Mazda6. Com a certeza de que, seja qual for a escolha, tens no Mazda6 um excelente produto.

Ficha técnica
Mazda6 2.2 SKYACTIV-D 175 cv Excellence Pack
Configurar este modelo

Preço

unidade ensaiada

49.391

Versão base: €35.157

Classificação Euro NCAP: 5

  • Motor
    • Arquitectura: Quatro cilindros em linha
    • Capacidade: 2191 cc
    • Posição: Transversal
    • Carregamento: Injeção direta
    • Potência: 175 cv
    • Binário: 420 Nm
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Automática 6 Velocidades
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4865 mm / 2090 mm / 1450 mm
    • Distância entre os eixos: 2830 mm
    • Bagageira: 480 litros
    • Jantes / Pneus: 19 polegadas, 225/45 R19
    • Peso: 1405 kg
    • Relação peso/potência: 8.02 kg/cv
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 4.8 litros/100 km
    • Emissões de CO2: 127 g/km
    • Vel. máxima: 216 km/h
    • Aceleração: 8.4 segundos
  • Garantias
    • Pintura e corrosão: 12 anos
    • Intervalo de Revisões: 3 anos
  • Equipamento
    • Lane Keep Assist
    • Bancos em pele
    • Luzes Diurnas LED
    • Camara Traseira
Avaliação
8 / 10
Mesmo com os holofotes focados no segmento SUV, a Mazda não deixou «morrer» a sua proposta no segmento D. E depois de voltarmos a conduzir o Mazda6, desta vez na variante berlina com caixa automática, ficamos com ainda mais certezas de que essa aposta se justifica por completo. Espaçoso, bem equipado, com um motor SKYACTIV-D cada vez mais refinado, pouco ou nada há a apontar ao Mazda6.
  • Dinâmica de condução
  • Motor SKYACTIV-D competente e silencioso
  • Espaço interior
  • Preço (nesta versão com caixa automática)

Mais artigos em Testes, Ensaio

Os mais vistos

Pub