Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

O primeiro Volvo

14 de abril de 1927. O primeiro Volvo saía da linha de produção

O primeiro Volvo, o ÖV4 foi concebido para enfrentar o clima inóspito da Escandinávia e a elevada sinistralidade nas estradas suecas.

14 de abril de 1927. Não foi o dia em que surgiu a ideia para a marca, nem tão pouco o dia da constituição da empresa — essa história é contada noutro lado. Foi sim o momento em que o primeiro Volvo saiu do portão da fábrica de Lundby, em Gotemburgo: o Volvo ÖV4.

Pelas 10 horas da manhã, Hilmer Johansson, diretor de vendas da marca sueca, levou para a estrada o Volvo ÖV4 (em destaque) que ficaria conhecido como “Jakob”, um descapotável em tons de azul-escuro com guarda-lamas pretos, equipado com um motor de quatro cilindros.

Velocidade máxima? Uns estonteantes 90 km/h. No entanto a marca aconselhava que a velocidade de cruzeiro fosse de 60 km/h. A carroçaria era construída sobre um quadro de madeira de faia e freixo, coberta com uma folha metálica e estava disponível nesta única combinação de cores.

VEJAM TAMBÉM: Volvo Cars anuncia fim dos motores de combustão. Até 2030 será tudo 100% elétrico

O sonho de Assar Gabrielsson e Gustav Larson

“Os automóveis são conduzidos por pessoas. Por isso, tudo o que fizermos na Volvo deve contribuir, antes de mais, para a sua segurança.”

Foi com esta frase que os dois fundadores da Volvo, Assar Gabrielsson e Gustav Larson (em baixo), deram o mote para a criação de um conceito que surgiu como resposta a um vazio de mercado. A inexistência de um automóvel suficientemente robusto e preparado para os rigorosos invernos da Escandinávia e a elevada sinistralidade nas estradas suecas nos anos 20 preocupava Assar e Gustav.

Assar Gabrielsson e Gustav Larson
Assar Gabrielsson e Gustav Larson

Desde então passaram (mais de) 90 anos, e ao longo deste período, o foco na segurança e nas pessoas não se alterou. Desde o cinto de três pontos, à terceira luz de travagem, passando pelos airbags, deteção de peões e automóveis com travagem automática, foram muitas as inovações com a assinatura da Volvo.

A Volvo em Portugal

A importação de automóveis Volvo para Portugal iniciou-se em 1933 graças a Luiz Oscar Jervell, que viria então a constituir a Auto Sueco, Lda. Esta seria a empresa-mãe do Grupo Auto Sueco que durante décadas foi o representante exclusivo da marca no nosso país.

Mais tarde, em 2008, nasceu a Volvo Car Portugal, uma subsidiária da Volvo Car Group que a partir desse ano ficou a cargo da importação de modelos Volvo.

Mais artigos em Clássicos