Antevisão

Este pode muito bem ser o «sucessor espiritual» do McLaren F1

Três lugares, chassis em fibra de carbono, muita potência e a tecnologia mais avançada da McLaren. Faz-vos lembrar alguma coisa?

Com mais de 900 cv de potência máxima, o McLaren P1 é de longe o modelo de produção mais potente da McLaren. Mas não por muito mais tempo.

Isto porque a marca britânica tem atualmente em mãos um novo projeto – com o nome de código BP23 (acrónimo de “Bespoke Project 2, com 3 lugares”) – que vai dar origem a um novo modelo para a Ultimate Series da McLaren. Ou por outras palavras, o “McLaren produção mais potente e dinâmico de sempre”.

“Há exceção da Bugatti, todos aqueles que fazem carros de alta performance fazem-nos para os circuitos”.

Mike Flewitt, CEO da McLaren

Se por um lado, o McLaren P1 foi desenvolvido claramente a pensar na performance em pista, neste caso toda a dinâmica, suspensão e chassis serão otimizados para a condução em estrada. O BP23 beneficia de uma nova plataforma que está a ser desenvolvida na fábrica de Sheffield.

Pináculo da tecnologia made in Woking

Até 2022, a McLaren quer que pelo menos metade dos seus modelos sejam híbridos. Como tal, o BP23 vai ser o primeiro a recorrer à nova geração de motores híbridos da marca, neste caso um bloco V8 de 4.0 litros – o mesmo do novo McLaren 720S – com a ajuda de uma nova unidade elétrica.

A NÃO PERDER: Este computador portátil é a chave para reparar qualquer McLaren F1

Além da posição de condução central, outra das semelhanças para com o McLaren F1 é o número de unidades que vão ser produzidas: 106. Ainda assim, Mike Flewitt recusa que este seja um sucessor direto do McLaren, mas antes uma homenagem ao icónico F1.

Depois de produzidas, cada unidade será entregue à McLaren Special Operations (MSO), responsável por personalizar o carro ao gosto de cada cliente. Como podem adivinhar, o BP23 não está ao alcance de todas as carteiras: cada modelo tem um valor estimado em 2.30 milhões de euros, e as primeiras entregas estão previstas para 2019.

Fonte: Autocar

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos