Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Lucid Air: berlina elétrica tem 1000 cv de potência e mais de 600 km de autonomia

Será o novo Lucid Air o verdadeiro rival do Tesla Model S? Só o tempo o dirá, mas até lá, vamos conhecer este modelo em detalhe.

Lembram-se da Atieva, a empresa que queria lançar uma berlina com “os olhos postos no futuro”? Pois bem, a startup com sede em Silicon Valley, na Califórnia, mudou recentemente de nome para Lucid Motors e acaba de apresentar as primeiras imagens do seu novo protótipo, o Lucid Air.

lucid-air-7

Em termos estéticos, a equipa da Lucid Motors – formada por antigos engenheiros da Tesla e da Oracle – optou por combinar o aspeto futurista e as linhas fluídas da carroçaria com um habitáculo espaçoso, elegante e minimalista. Por fora, o destaque vai para a assinatura luminosa em LED bastante esguia e com luzes diurnas verticais (horizontais na traseira), enquanto que por dentro o condutor e passageiros beneficiam de uma vista panorâmica graças ao para brisas e a linha do tejadilho alongados.

A NÃO PERDER:  Guia de compras: elétricos para todos os gostos

O Lucid Air está equipado com dois motores elétricos, um no eixo traseiro e outro no eixo dianteiro, para uma potência total de 1000 cv, segundo a marca. Ambos são alimentados através de um pacote de baterias de 100 kWh ou 130 kWh – este último permite uma autonomia de 643 km num único carregamento.

Mas não é só a autonomia que surpreende. De acordo com a Lucid Motors, esta configuração permite uma aceleração dos 0 aos 96 km/h nuns escassos 2.5 segundos. É precisamente este o tempo que demora o novo Tesla Model S P100D (no modo Ludicrous) a cumprir o sprint dos 0 aos 100 km/h. Isto promete…

Para a Lucid Motors, o objetivo é trazer o Lucid Air para o mercado em 2018, e os primeiros 250 carros (com o nível mais alto de equipamento) serão propostos por um preço à volta dos 160 mil dólares, pouco mais de 150 mil euros. Os interessados já podem reservá-lo pela “módica” quantia de 25 mil dólares, cerca de 24 mil euros.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias