Volkswagen encontra bomba da 2ª Guerra Mundial na fábrica de Wolfsburgo

O dispositivo foi desativado com sucesso pela polícia alemã, obrigando à evacuação de quase 700 pessoas.

Tudo aconteceu no passado domingo, quando um explosivo de 250 kg foi encontrado a cerca de 5,50m do solo, depois de no mês passado terem sido descobertos “metais suspeitos” em quatro áreas da fábrica, durante as obras de expansão da fábrica de Wolfsburgo (sede da marca alemã). Tudo indica que a bomba terá sido fabricada pelos EUA e lançada por um avião americano durante a Segunda Guerra Mundial.

VEJAM TAMBÉM: Volkswagen Golf R32 com motor V10 de 1267 cv: quando o improvável acontece

Em declarações à imprensa alemã, a equipa que procedeu desativação da bomba explicou que tudo não passou de uma operação de rotina, visto terem sido tomadas todas as precauções. Apesar do aparato – foi necessária a presença de uma centena de bombeiros, paramédicos e polícias – resultante da evacuação de 690 pessoas em toda a área circundante, tudo aconteceu sem percalços.

Fundada em 1938, durante o período da Segunda Guerra Mundial a fábrica de Wolfsburgo foi utilizada pela marca alemã para a produção não de “Carochas” mas sim de veículos militares, sendo por isso um dos maiores alvos do exército britânico e americano. De facto, este acontecimento não é inédito: sempre que a Volkswagen inicia obras na sua sede, os engenheiros são obrigados a inspecionar o local na procura de possíveis explosivos.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter