Ao volante

Seat Leon Cupra 290: emoção reforçada

Guiámos o novo Seat Leon Cupra 290, o Cupra mais potente de sempre. Estas são as nossas primeiras impressões ao volante.

Em Autódromo de Sitges-Terramar, Barcelona, Espanha

Estamos no Autódromo de Sitges-Terramar e apesar de desativado e praticamente ao abandono desde os anos 50 (sofreu uma intervenção em 2012) ainda é possível circular. A vegetação tenta engolir lentamente o traçado e “lá em cima”, onde as coisas se tornam verdadeiramente interessantes, é comum chocar com ramos de árvores, esses espectadores a quem foi emitido um passe VIP para a eternidade.

– “Jordi podes ir mais depressa ou o estado do piso não permite?” perguntei, entusiasmado, do lugar do “pendura”.
– “A 160 km/h o volante vai completamente a direito na oval, mas hoje vamos ficar um bocado abaixo disso…” responde Jordi Gené enquanto posiciona o carro em direção ao topo da oval.

Terminava assim a minha viagem a Barcelona, num cenário pós-apocalíptico de que vos falarei com mais profundidade nos próximos dias. A verdadeira razão de aqui estar? O novo Seat Leon Cupra 290. Convém não nos perdermos, vamos a isso? Tenho 290 cv ao serviço do pé direito, espero que consigam acompanhar.

20 anos de Seat Cupra, comemorados a preceito

Em 1996 o Seat Ibiza Cupra 2.0 de 150 cv convencia os mais jovens pelos seus 216 km/h de velocidade máxima e 8,3 segundos dos 0-100 km/h. Com o Seat Ibiza kit-car EVO I a estrear-se em simultâneo no Mundial de Ralis, era a entrada pela “porta da frente” da marca Cupra no mercado. Volvidos 20 anos eis que estamos ao volante do Cupra mais potente de sempre, o Seat Leon Cupra 290.

Focado na performance

Em 2016 os números são outros, bem diferentes daqueles que inauguravam a sigla há 20 anos. Ao motor 2.0 TSI com dupla injeção e admissão variável, juntam-se elementos de série, que deixam bem patente qual é o posicionamento que a Seat quer dar ao seu topo de gama: o Seat Leon Cupra 290 está equipado com diferencial dianteiro autoblocante, direção progressiva, perfil de condução CUPRA e faróis full-LED.

Como opcional há um pacote “Performance” que não estará disponível no mercado nacional e que adiciona um conjunto de pinças de travão Brembo, jantes com desenho exclusivo e pneus Michelin Pilot Sport Cup 2, um pneu que proporciona um elevado nível de performance em circuito mas que pode ser utilizado em estrada.

Equipamento renovado

Se há 20 anos falar ao telemóvel ainda não era uma realidade ao alcance de todos, o Seat Leon Cupra 290 faz muito mais do que isso. Para além de estar equipado com a tecnologia Full Link (permitindo a integração do smartphone com o sistema Seat Media Plus), há ainda uma zona do sistema de entretenimento dedicada ao Sport HMI, com informação sobre a temperatura do óleo, pressão na admissão do turbo e Força G.

Ao volante da Seat Leon Cupra ST

Das três versões à escolha para teste, escolhi a Seat Leon Cupra ST: talvez aqui o estar perto dos 30 e a perder cabelo de forma considerável tenha sido decisivo…adiante. Ao volante do Seat Leon Cupra 290 ST, pude constatar que ter espaço para a bagagem (1470 litros de capacidade máxima) e diversão ao volante é bem possível. De todas as propostas de carroçaria, é sem dúvida a mais equilibrada.

Com a seleção do modo CUPRA entramos no “modo de corrida” e nada melhor do que um percurso de 6 km de estrada fechada para levar o Seat Leon Cupra 290 por maus caminhos. Aquilo que mais impressiona ao volante do Seat Leon Cupra 290 é a forma como se deixa levar até ao limite, sem sobressaltos. É previsível, mas não deixa de ser entusiasmante o suficiente para nos provocar um sorriso nos lábios. A meio do percurso destinado ao teste “a fundo”, olho para o velocímetro e estou quase nos 200 km/h, antes de travar forte para uma curva à esquerda: os capacetes são de série?

Seat Leon Cupra 290

O Seat Leon Cupra 290 atinge 250km/h e o binário máximo de 350 Nm está disponível logo às 1700 rpm (1.700 – 5.800) e no campo dos consumos, a Seat promete 6.5 litros aos 100 km. A aceleração dos 0-100 km/h cumpre-se nuns balísticos 5,9 segundos na ST (5,6 seg. na versão 3 portas e 5,7 seg. na versão 5 portas) mau Seat, nada mau.

Os consumos que obtive? O que é isso? Esse exercício vai ficar, responsavelmente, para um ensaio em Portugal. Afinal, há que responder àquele amigo que remata sempre com a célebre frase: “Isso gasta muito?”.

Fiquem com as imagens.

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto