Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Boxster e Cayman passam a ser designados por modelos 718

Em 2016, os modelos Boxster e Cayman passam a ser designados por Porsche 718. Porsche 718 Boxster e Porsche 718 Cayman, respectivamente.

As novas nomenculaturas dos desportivos de acesso à gama Porsche entram em vigor com a renovação do modelo em 2016. A designação 718 é uma referência aos modelos desportivos de 1957, que gozaram de um enorme sucesso na competição. As semelhanças técnicas e visuais dos novos modelos de motor central da Porsche a esses ícones são muitas.

No futuro, tanto o Boxster como o Cayman vão possuir motores boxer de quatro cilindros sobrealimentados, deixando cair as arquitecturas de seis cilindros opostos atmosférico. No futuro, o roadster (718 Boxster) será posicionado com um preço mais elevado do que o coupé (718 Cayman) – tal como acontece com os modelos 911.

RELACIONADO: O valor do Porsche 911 RS 2.7 continua a subir

Segundo a Porsche, os modelos 718 dão continuidade à historia dos motores de 4 cilindros na história da marca. O último exemplo é o modelo de competição 919 Hybrid LMP1, que também possui um motor turbo de quatro cilindros com apenas 2 litros de capacidade. Modelo que conquistou o primeiro e segundo lugar nas 24 horas de Le Mans, e o título de construtores e pilotos no Campeonato do Mundo de Resistência (WEC – World Endurance Championship).

No final dos anos 50, o 718 – o successor do lendário Porsche 550 Spyder – representou o mais elevado estatuto de configuração do motor de quatro cilindros boxer.

Onde quer que competisse, nas 12 horas de Sebring em 1960 ou no Campeonato Europeu de Montanha que decorreu entre 1959 e 1960, o Porsche 718 prevaleceu sobre inúmeros competidores com o seu poderoso e eficiente motor boxer de quatro cilindros. O 718 arrecadou o primeiro lugar por três vezes entre 1958 e 1961 na lendária competição Italiana, a Targa Florio, na Sicília. Nas 24 Horas de Le Mans, em 1958, o 718 RSK com o seu motor de 4 cilindros com 142 cavalos, alcançou a vitória na sua classe.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter