McLaren 650S Sprint: para gentleman drivers

Por altura do Festival de Goodwood, apresentámos o McLaren 650S GT3. Um modelo destinado em exclusivo ao campeonato de GT3. Agora chega até nós a nova proposta da McLaren, o 650S Sprint, que pretende democratizar o acesso à competição.

Apresentado ao público em Pebble Beach, o McLaren 650S Sprint será o acesso à gama de competição da McLaren, ficando o 650S GT3 e o P1 GTR, como as propostas mais exclusivas da marca para o mundo da competição automóvel. Uma proposta que irá ao encontro daqueles clientes gentleman drivers que apenas pretende fazer uns track-days, num automóvel rápido, moderno, potente mas acessível. Digamos que é uma versão light de um verdadeiro carro de GT3.

VEJAM TAMBÉM: Ferrari F80, um concept de sonho com delírios de potência!

Baseado no 650S coupé, o 650S Sprint, dispensa todos os confortos do carro de estrada sendo uma versão despida de luxos e destinada exclusivamente para as pistas. Um modelo que conta com uma revisão profunda dos sistemas de Brake Steer System, que trava a roda traseira interior automaticamente para ajudar a inserir o veiculo em curva evitando a subviragem, enquanto que, à saída da curva o sistema atua como um diferencial autoblocante, travando de novo a roda traseira interior de forma a evitar a patinagem da roda atenuando assim a sobreviragem.

A componente aerodinâmica também foi melhorada e o sistema PCC (Pro Active Chassis Control), conta agora com um modo de competição, tudo para que o 650S Sprint, proporcione a derradeira experiência de uma carro de GT, sem perder o seu equilibro dinâmico característico.

2015-McLaren-650S-Sprint-Details-1-1280x800

No plano mecânico, ao contrário do 650S GT3 – que tem de cumprir a normas regulamentares com limitação de potência – no 650S Sprint o bloco M838T surge completamente livre de restrições, debitando 641 cavalos. Tanto o motor, como a transmissão, contam com afinações e software específico, para melhorar a experiência em pista e o feeling do piloto.

Toda a suspensão adaptativa foi revista, conferindo ao 650S Sprint uma menor altura ao solo. As jantes são de 19 polegadas e contam com um sistema de rosca central. Para ajudar a trocas ainda mais rápidas o 650S Sprint, já traz consigo os elevadores pneumáticos.

No interior, temos um cockpit, totalmente focado para a competição, despido do supérfluo. Tudo em nome da redução de peso. No entanto podemos contar com uma roll cage aprovada pela FIA, assento em fibra de carbono com o sistema HANS, cintos de segurança de 6 apoios e um extintor de incêndio, para o que der e vier. Para que o piloto não torre dentro do 650S Sprint, o sistema de ar condicionado, foi mantido.

2015-McLaren-650S-Sprint-Interior-1-1280x800

Ao contrário do seu irmão 650S GT3, o pacote de melhoramento aerodinâmico através da Dinâmica de Computação de Fluidos – que inclui asa GT e deflectores em carbono e componentes mais leves, como um vidro em policarbonato – são opcionais no 650S Sprint.

Fatores que acabam por ser refletidos no preço final, onde a McLaren pretende democratizar um pouco mais o acesso à competição, ou seja o 650S Sprint é proposto por cerca de metade do preço do 650S GT3, mais precisamente cerca de 246.700 euros face aos 416.000 do GT3. E isto tudo antes de impostos…

Mais artigos em Notícias