GP do Mónaco: Mclaren recorda Ayrton Senna

A Mclaren recorda o GP do Mónaco de 1988 onde Ayrton Senna brilhou. Para muitos, uma das maiores demonstrações do piloto brasileiro.

No ano em que se assinala os 20 anos do desaparecimento de Ayrton Senna, a Mclaren lançou um vídeo onde recorda a extraordinária performance do piloto brasileiro no GP do Mónaco de 1988. Um vídeo narrado pelo próprio, onde Ayrton Senna conta na primeira pessoa as sensações sentidas naquele fim de semana.

VEJAM TAMBÉM: Honda: o mais belo tributo a Ayrton Senna

Foi nesse fim de semana que pela primeira vez Senna sentiu que já não pilotava de forma consciente. Senna afirmava que estava a pilotar em estado de «transe», alcançando um grau de concentração absoluto que lhe permitiu atingir pela primeira vez os seus limites absolutos e os limites do carro.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Clássicos