Mercedes: ninguém toca na plataforma MRA

A Mercedes colocou um ponto final na especulação em torno da partilha da plataforma MRA com outras marcas.

Qualquer marca que esteja a ponderar acenar à Mercedes com dinheiro ou outra contrapartida, em troca da plataforma MRA, pode tirar o «automóvel» da chuva. A marca alemã não partilha a plataforma MRA com ninguém.

Numa entrevista à publicação Motoring, o Director de Desenvolvimento e Pesquisa da marca alemã, Dr. Thomas Weber, afirmou que “não há sequer discussão em torno da plataforma MRA. Esta plataforma faz parte do «núcleo» da nossa marca, é parte da nossa identidade”. “Aprendi, enquanto engenheiro, que nunca devemos dizer nunca. Mas para já, a nossa posição é clara: não partilhamos a plataforma MRA com ninguém”. 

RELACIONADO: Este Mercedes-AMG C63 preparado pela VÄTH tem 680cv

Foi esta a forma encontrada pela marca alemã para terminar com a especulação em torno da sua «jóia da coroa». Depois da partilha da plataforma MFA (que equipa o Mercedes Classe A, B, CLA e GLA) e de motores com a Nissan/Infiniti para o seu futuro compacto, e ainda, da joint-venture com a Renault no desenvolvimento da plataforma que irá servir o novo Smart ForTwo e o novo Renault Twingo, muitas têm sido as propostas em torno da plataforma MRA.

Relembramos que a MRA é a mais recente plataforma da Mercedes. É esta plataforma que serve de berço ao novo Mercedes Classe C, e que segundo Thomas Weber “poderá ser encontrada no futuro, em pelo menos 10 novos modelos da marca. Alguns dos quais, ninguém ainda ouviu falar”.

Servindo de base a tantos modelos futuros, é natural que a Mercedes queira afastar qualquer especulação em torno desta plataforma. Sobre ela recaí parte do futuro da marca alemã.

novo mercedes classe c 2014 4

Fonte: Motoring

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias