Mais de 1,2 milhões de automóveis em Portugal tem mais de 20 anos

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Automóveis cada vez mais velhos

Mais de 1,2 milhões de automóveis em Portugal tem mais de 20 anos

Os números mostram um Portugal com muitos automóveis velhos ainda em circulação — quase dois terços têm mais de 10 anos.

Os números foram avançados pelo Eurostat e correspondem ao ano de 2020, e mostram um Portugal com muitos automóveis velhos a circular.

Portugal tem pouco mais de 5,5 milhões de automóveis em circulação e desse total, cerca de pouco mais de 1,2 milhões apresentam uma idade superior a 20 anos — ou seja, praticamente 22% do total.

Contudo, é no intervalo entre os 10 anos e os 20 anos que residem o maior número de automóveis em circulação no país, ascendendo a praticamente 2,375 milhões de unidades, pouco mais que 42% do total.

VEJAM TAMBÉM: Automóvel. O «corpo estranho» que traz vida e dinheiro às cidades
Gráfico com Idade dos Automóveis na Europa © Eurostat

Isso significa que quase dois terços — 64,3% — do parque automóvel circulante no país apresenta-se com 10 anos ou mais.

O que acaba por refletir a idade média do automóvel em Portugal que tem subido progressivamente nos últimos anos, fixando-se nos 13,5 anos — dados de 2021 e um incremento de 0,3 anos relativamente a 2020.

Polónia tem o maior número de automóveis com mais de 20 anos

Quando olhamos para os outros países da União Europeia, os países com a maior percentagem de automóveis com mais de 20 anos em circulação são a Polónia, a Estónia e a Finlândia, com, respetivamente, 40%, 33% e 28%.

A Polónia é também o país europeu com o maior número absoluto de automóveis com mais de 20 anos em circulação, somando mais de 10 milhões de veículos.

Quando combinamos as duas classes etárias mais velhas — 10-20 anos e mais de 20 anos —, são a Lituânia, Roménia e novamente a Polónia que apresentam as maiores quotas com, respetivamente, 81%, 80% e 78%.

lisboa fila de trânsito

No outro lado da tabela, temos o Luxemburgo, Irlanda e Bélgica como os países europeus com a menor percentagem de automóveis velhos em circulação, sendo de, respetivamente, 24%, 29% e 32%.

Luxemburgo tem o parque automóvel mais jovem da Europa

É precisamente o Luxemburgo que tem a maior percentagem de automóveis novos em circulação (com dois anos ou menos), com uma quota de 22%.

É seguido pela França, Áustria, Irlanda, Bélgica e Suécia, todos eles com quotas entre os 16% e 17% — Portugal fica-se pelos 6,6% nesta métrica.

O Luxemburgo volta a liderar entre os veículos com idades entre os dois e os cinco anos, sendo acompanhado pela Irlanda, ambos com uma quota de 28%, seguidos pela Bélgica, com 24%.

A idade média dos automóveis continua a crescer na Europa apesar do próprio Eurostat reconhecer os esforços que têm sido feitos para inverter essa tendência.

São vários os países que têm implementado programas de incentivos à troca de automóveis velhos por automóveis novos, sobretudo híbridos e elétricos.

Placa eletrónica
A crise dos chips ou semicondutores têm sido um dos principais fatores de disrupção na produção de automóveis.

Contudo, o Eurostat refere também que essa renovação do parque automóvel europeu foi dificultada pelo impacto das restrições associadas à pandemia do COVID-19 e, mais recentemente, pelas disrupções das cadeias de fornecimento que têm limitado a capacidade de produção de automóveis novos.

Fonte: Eurostat

Mais artigos em Notícias