Este Ferrari F40 "Competizione" vai a leilão e é provavelmente o mais potente de sempre

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Leilão

Este Ferrari F40 “Competizione” vai a leilão e é provavelmente o mais potente de sempre

Este Ferrari F40 "Competizione" que vai a leilão demonstra que até supercarros tão especiais como o F40 são «candidatos» a transformações profundas.

Sempre que uma unidade do Ferrari F40, um dos supercarros mais marcantes de sempre, vai a leilão o «acontecimento» não passa despercebido.

Contudo, quando se trata de uma unidade tão especial como esta que a RM Sotheby’s vai leiloar, identificada como F40 “Competizione” é obrigatório contar a sua história.

Este F40 (chassis n.º 80 782) «nasceu» em novembro de 1989 (versão sem catalisador e sem suspensão ajustável) tendo sido entregue à Kroymans BV, o importador oficial da marca italiana nos Países Baixos. Depois de três anos naquele país, este F40 sofreu a sua primeira transformação. O objetivo? Prepará-lo para competir.

A NÃO PERDER: Ferrari, Lamborghini, Aston Martin ganham mais tempo para reduzirem emissões
Ferrari F40 "competizione" traseira © RM Sotheby's

Objetivo: competir

Apesar do F40 parecer o elo perdido entre os carros de pista e de estrada, não havia planos oficiais da Ferrari para correr com ele. No entanto, graças à Michelotto, seriam construídos — com a «benção» da Ferrari — praticamente duas dezenas de F40 de competição.

Este exemplar não foi um deles, mas foi influenciado por eles e insere-se num grupo de vários Ferrari F40 de estrada que foram modificados para serem usados em competição. Assim, em 1993, este F40 passou a ser um F40 “Competizione” (especificação para pista), tendo sido modificado por Peter van Erp da Cavallino Tuning, a divisão de competição da Kroymans.

A cor vermelha tradicional da Ferrari foi substituída pela cor amarela, a suspensão foi revista tendo recebido amortecedores de competição, ganhou novos travões e um painel de instrumentos novo, da Stacks. Desta vez, o motor não foi «tocado», não tendo sido alvo de qualquer melhoramento.

Detalhe asa traseira do F40 © RM Sotheby's

Os dois anos seguintes foram passados em circuito, o que motivou, em 1995, uma nova ronda de modificações para o manter competitivo, com estas a serem efetuadas pelos britânicos da G-Tex.

Entre as várias modificações operadas, estima-se que tenha sido nesta altura que este F40 “Competizione” tenha recebido uma reconstrução total do motor e um aumento de potência substancial para mais de 700 cv — originalmente ficava-se pelos 478 cv.

Mais modificações seriam efetuadas após esta data, como em 1997, quando trocou de mãos, ficando na posse do colecionar de Ferrari e piloto Michel Oprey. O F40 “Competizione” substituiu o seu 348 GT e correu no bem sucedido campeonato Ferrari-Porsche Challenge durante os últimos anos da década de 90.

Ferrari F40 Competizione, vista topo 3/4 frente © RM Sotheby's

Este F40 continuou a correr com Michel Oprey até 2006, que o vendeu a uma equipa de competição britânica, que continuou a correr com o carro até 2009, tendo sido alvo de mais melhoramentos ao longo deste período.

Já em 2019 foi alvo de uma profunda revisão que incluiu vários testes à suspensão, a instalação de um extintor e a substituição dos… depósitos de combustível — as células de combustível dos carros de competição costumam ter um tempo de vida útil limitado, sendo necessário a sua substituição ao fim de algum tempo.

Restauro profundo e caro

Já «nas mãos» do seu atual proprietário, o Ferrari F40 “Competizione” que agora vai a leilão foi alvo de um restauro completo por parte do Zanasi Group que ficou terminado já este ano.

Foi nessa ocasião que ganhou esta nova cor “Grigio Nardo” e também novos bancos pintados de azul elétrico e com o logótipo da Ferrari.

Quanto à mecânica, foi feita uma nova revisão levada a cabo pelos especialistas do Zanasi Group, fazendo com que o 2.9 V8 biturbo deste F40 declare uma potência entre os 700 cv e os 1000 cv, dependendo da afinação escolhida. Se não é o F40 mais potente de todos, tem de ser um dos mais potentes de sempre.

O custo deste restauro final? Mais de 123 mil euros!

Não se sabe qual o preço de reserva deste Ferrari F40 único, só revelado sob pedido de consulta, mas tendo em conta o historial do chassis n.º 80 782 e de ser, provavelmente, o F40 mais potente do mundo, estimamos que não seja particularmente acessível.

Ferrari F40 Competizione © RM Sotheby's

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o Ferrari 365 GT4 BB?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Fomos enganados. Afinal BB em Ferrari 365 GT4 BB não significa Berlinetta Boxer

Mais artigos em Notícias