União Europeia aprova fim dos motores de combustão em 2035

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Emissões

União Europeia aprova fim dos motores de combustão em 2035

Os 27 Estados-membros da União Europeia aprovaram um plano que impede a venda de automóveis novos com motor de combustão a partir de 2035.

Na noite de terça-feira, os 27 Estados-membros da União Europeia praticamente «selaram» o destino dos motores de combustão interna na Europa.

Depois de o Parlamento Europeu ter apresentado (e aprovado) uma proposta que impõe uma redução de 100% das emissões de CO2 para os automóveis novos, agora foi a vez dos Estados-membros se mostrarem a favor desta proposta.

O acordo agora obtido estabelece a posição dos Estados-membros para as futuras negociações com o Parlamento Europeu e a Comissão Europeia. Destas deverá resultar o pacote de redução de emissões designado “Fit for 55”.

A NÃO PERDER: Volkswagen e Mercedes apoiam UE no banir dos motores de combustão em 2035
Motor de combustão
Na Europa os motores de combustão interna estão, cada vez mais, em risco.

Há (algumas) exceções

Não deixa de ser curioso que este acordo tenha sido alcançado pouco tempo depois de Portugal, Itália, Roménia, Bulgária e Eslováquia terem anunciado que iriam propor um adiamento do fim dos motores de combustão interna na Europa para 2040.

Ainda assim, estão previstas exceções à redução de 100% das emissões de CO2. A pedido da Alemanha e da Itália, a União Europeia aceitou que os construtores de nicho —como a Lamborghini ou a Ferrari — estejam isentos das metas de emissões intermédias.

A pedido de alguns países, incluindo a Alemanha e a Itália, a UE terá concordado em considerar aceitar tecnologias como os combustíveis sintéticos ou a tecnologia híbrida plug-in caso estas sejam capazes de cumprir o objetivo de eliminar por completo as emissões.

Além disto, foi também acordado o fim, a partir de 2030, do mecanismo de incentivo regulatório para veículos de emissões zero (ZLEV).

Apesar desta aprovação por parte dos 27 Estados-membros da União Europeia, a data de 2035 ainda não é oficial.

Contudo, tendo em conta que está de acordo com a defendida pelo Parlamento Europeu e pela Comissão Europeia, é provável que a hipótese de adiar para 2040 as novas metas proposta por Portugal «caia por terra».

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Peugeot 106 Electric?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Este é o Peugeot 106 Electric, o antepassado do e-208

Mais artigos em Notícias