Preço dos combustíveis. A descida foi tão grande como o prometido?

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Combustíveis

Preço dos combustíveis. A descida foi tão grande como o prometido?

A entrada em vigor da descida do ISP prometia trazer consigo uma quebra significativa do preço dos combustíveis. Será que esta se concretizou?

Depois de semanas consecutivas de aumentos, o preço dos combustíveis desceu esta semana. A «culpa» foi da redução do Imposto Sobre os Produtos Petrolíferos (ISP), equivalente a uma descida da taxa de IVA de 23% para 13%.

Na semana passada, a expectativa do Governo era de que a descida do ISP associada ao mecanismo semanal que reduz no ISP o acréscimo de receita do IVA resultante do aumento do preço dos combustíveis se traduzisse numa descida de cerca de 20 cêntimos por litro.

Chegado o início de uma nova semana, é hora de verificar se as expectativas do Governo foram cumpridas ou se, por outro lado, a descida foi menor do que o esperado.

A NÃO PERDER: Poupar combustível? Com estas dicas é mais fácil
Diesel combustível

Quanto desceram

Basta passar junto a um posto de abastecimento para confirmar que o preço dos combustíveis está efetivamente mais baixo. Contudo, também depressa nos apercebemos de que o preço desceu menos que o prometido.

De acordo com o site Maisgasolina.pt na Galp a gasolina desceu 11,5 cêntimos por litro, o gasóleo 10,2 cêntimos por litro e o GPL 13,1 cêntimos por litro.

Na BP a descida foi de 10 cêntimos por litro na gasolina e 12 cêntimos por litro no gasóleo. Por fim, na Repsol a gasolina está mais barata 11 cêntimos por litro e o gasóleo custa menos 10 cêntimos por litro em comparação com a semana passada.

Atenção à fatura

O aviso é feito pelo Primeiro-Ministro, António Costa, que numa publicação na sua conta de Twitter começou por afirmar: “a redução do ISP num valor equivalente à descida do IVA para 13% traduz-se, já hoje, num desconto de 15,5 cêntimos na gasolina e de 14,2 cêntimos no gasóleo”.

Na mesma rede social António Costa avançou que ASAE vai estar atenta à aplicação da redução do ISP e deixou um conselho: “todos devemos olhar com atenção para a fatura, de modo a garantir que o desconto é mesmo aplicado”.

Entretanto a ASAE já anunciou que vai mesmo monitorizar a evolução dos preços para avaliar o impacto da redução do ISP. A ASAE aconselha ainda os contribuintes a comunicarem “qualquer situação de eventual irregularidade no que concerne a práticas comerciais desleais”.

Fonte: Maisgasolina.pt.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançada a primeira geração do Ford Puma?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Ainda te lembras dos pequenos coupé dos anos 90?

Mais artigos em Notícias