Há uma mini Ponte 25 de Abril «perdida» no Alentejo

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Curiosidades

Há uma mini Ponte 25 de Abril «perdida» no Alentejo

Localizada a 150 km de Lisboa, a Ponte do Ervedal não esconde as semelhanças com a Ponte 25 de Abril, mas está longe de ser uma cópia desta.

Para desfazer as dúvidas: a Ponte do Ervedal não é uma cópia da Ponte 25 de Abril. Até porque surgiu antes da mais famosa ponte nacional. Mas tem uma história que merece ser contada.

Esta ponte alentejana foi projetada em 1957 e a sua construção terminou no início da década de 60, adiantando-se assim uns quantos anos à famosa ponte 25 de Abril que foi inaugurada em 1966.

Talvez por isso, reza a lenda que esta pequena ponte suspensa com 144 m de comprimento e de apenas uma via, serviu de maqueta para a Ponte 25 de Abril e para ensaio da sua construção. Bem… não é verdade.

Mantemos a lenda ou vamos aos factos?

O que se sabe é que esta ponte, cujo projeto foi da autoria do Engenheiro Edgar Cardoso, foi construída no âmbito do sistema de irrigação agrícola “Aproveitamento Hidroagrícola do Vale do Sorraia” — que atravessa a Barragem de Maranhão.

Além disso, esta ponte já teve «várias vidas». Nasceu construída com base num material e foi sendo readaptada ao longo dos anos.

A NÃO PERDER: A quantos metros de profundidade estão os pilares da Ponte 25 de Abril?
Ponte 25 de Abril
As semelhanças entre a Ponte 25 de Abril e a Ponte do Ervedal são evidentes.

Da madeira…

A Ponte do Ervedal é desde sempre uma ponte pênsil (supensa), mas nem sempre usou o mesmo material na sua construção. O tabuleiro da Ponte do Ervedal foi inicialmente construído em madeira de pinho.

Não se pense que por recorrer a um material menos «nobre» que o aço a sua importância era menor. Esta ponte veio a cumprir na pequena localidade do concelho de Avis um papel tão crucial como o desempenhado pela Ponte 25 de Abril na capital.

Devido ao recurso à madeira de pinho na sua construção, estimava-se que a sua vida útil fosse de apenas 10 anos. Contudo, o seu funcionamento prolongou-se por 40 anos e só um incêndio em 1985 — que destruiu parte do pavimento — «abrandou» a sua utilização. Devido a este incêndio, durante 10 anos serviu apenas para passagem de peões e gado.

Este incêndio motivou o surgimento de mais uma «lenda» à volta da ponte. Reza a história que o incêndio resultou de uma discussão entre dois pastores por causa da passagem de gado. Os pastores nunca foram identificados nem as causas do incêndio realmente apuradas, mas a história persiste até aos dias de hoje.

Ponte do Ervedal
A Ponte do Ervedal é sem dúvida o ex-libris da pequena aldeia alentejana. Câmara Municipal de Avis

… ao metal

Já na década de 90, e ao mesmo tempo que a sua «sósia em ponto grande» recebia dois tabuleiros destinados à circulação ferroviária, também a Ponte do Ervedal se preparava para o século XXI.

Em 1998 recebeu um tabuleiro metálico, foi reforçada e viu a sua capacidade substancialmente aumentada. No entanto, continuou a contar apenas com uma via de rodagem. O movimento da localidade alentejana não exigia mais do que isso.

Reaberta em 1999 — no mesmo ano em que foram inaugurados os dois tabuleiros ferroviários da Ponte 25 de Abril —, desde então a Ponte do Ervedal tem continuado a captar atenções, a servir populações e a surpreender quem desconhecia a sua existência.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o Portaro?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Quando o “nosso” Portaro foi testado pela TV britânica

Mais artigos em Crónicas