Factos e números sobre a Ponte 25 de Abril

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

História

Factos e números sobre a Ponte 25 de Abril

No dia 6 de agosto de 1966, 100 milhões de pessoas por toda a Europa assistiram pela televisão à inauguração da maior ponte do velho continente: a Ponte Salazar, mais tarde rebatizada de Ponte 25 de Abril.

Em Lisboa, Portugal

Todos os dias, 140 mil veículos atravessam a Ponte 25 de Abril. Ao longo de mais de meio século foi símbolo de progresso do país, foi símbolo do antigo regime e até da Revolução de Abril.

Foi tudo isto, mas foi e continua a ser, acima de tudo, o elo de ligação entre as duas margens do Tejo. É eventualmente a obra pública de maior relevância a nível nacional.

A construção de uma ponte sobre o Tejo era um plano muito antigo do Governo português, mas apenas na década de cinquenta do século passado é que foram dados passos efetivos nesse sentido.

TÊM DE VER: Há uma mini Ponte 25 de Abril «perdida» no Alentejo

O Eng.º José Estevão Canto Moniz, que viria a ser ministro da Comunicação, lançou um concurso público internacional em 1958, ganho pela empresa norte-americana United States Steel Export Company em 1960 — 25 anos depois de ter enviado para Portugal o primeiro plano de construção para uma ponte suspensa no rio Tejo. A construção começou em 1962 e terminou quatro anos mais tarde.

Convite de ingresso para a inauguração da Ponte Sobre o Tejo
Convite de ingresso à inauguração da Ponte Sobre o Tejo.

FACTOS E NÚMEROS DA PONTE 25 DE ABRIL

1.º CARRO — O primeiro carro civil a atravessar a ponte foi um Austin Seven verde com a matrícula DC–72–48. Nas primeiras dez horas, seguiram-se 50 mil automóveis e cerca de 200 mil pessoas a bordo deles.

2 TABULEIROS FERROVIÁRIOS — A ponte 25 de Abril tem dois tabuleiros ferroviários que foram inaugurados em 1999.

Tabuleiro ferroviário na Ponte 25 de Abril
Comboio da Fertagus a atravessar o tabuleiro ferroviário da Ponte 25 de Abril.

6 VIAS DE RODAGEM — Originalmente o tabuleiro da ponte contemplava apenas quatro vias de rodagem. Porém, conforme os projetos iniciais, em caso de aumento de tráfego o número de faixas de rodagem podia aumentar até seis. É isso que acontece atualmente.

150 MIL — Todos os dias atravessam a ponte, em média, 150 mil viaturas.

19 MILHÕES — Só através dos transportes ferroviários, passam anualmente 19 milhões de pessoas pelo tabuleiro da ponte.

2280 M DE COMPRIMENTO — é este o comprimento máximo da ponte entre as duas margens.

70 M DE ALTURA — contados do tabuleiro da ponte à superfície das águas do Tejo, contabilizam-se 70 m de altura livre.

79,3 M DE PROFUNDIDADE — da superfície do Tejo à base das fundações da ponte, contam-se quase 80 m de profundidade. Toda a estrutura é anti-sísmica.

190 M DE ALTURA — Da superfície da água ao topo dos pilares da ponte contam-se 190 m de altura, o que a torna a segunda construção mais alta de Portugal e uma das pontes mais altas da Europa, juntamente com o viaduto de Millau em França.

ponte 25 abril durante a sua construção

58,6 CM DE DIÂMETRO DE CADA CABO PRINCIPAL — é este o diâmetro dos cabos responsáveis pela suspensão do tabuleiro.

11 248 FIOS DE AÇO COM 4,87 MM DE DIÂMETRO EM CADA CABO — o que dá no total 54 196 km de fio de aço. É muito cabo não é? Estes cabos são um dos garantes da ponte em caso de sismo.

263 000 M3 de betão — a quantidade de betão utilizada no enchimento das fundações e acessos da ponte.

72 600 TONELADAS DE AÇO — a massa da estrutura metálica da Ponte 25 de Abril.

Cerimónia de Inauguração da Ponte sobre o Tejo ocorreu do lado de Almada
Cerimónia de Inauguração da Ponte sobre o Tejo ocorreu do lado de Almada.

5.ª MAIOR PONTE SUSPENSA DO MUNDO — A grandeza e a imponência da Ponte 25 de Abril está bem expressa no facto de, à data da sua inauguração, ser a quinta maior ponte suspensa do mundo e a maior fora dos Estados Unidos. Hoje (NDR: ano 2022), ocupa agora o 56.º lugar a nível mundial.

2.2 MILHÕES DE CONTOS — O seu custo rondou, preço à época da sua construção, o valor de dois milhões e duzentos mil contos, o que corresponde, sem ajustes à inflação, a cerca de 11 milhões de euros. Ajustando à inflação esse valor seria hoje superior a 955 milhões de euros.

Mais artigos em Crónicas