Quanto custava um litro de gasolina antes do euro? Veja a diferença

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antes do Euro

Quanto custava um litro de gasolina antes do euro? Veja a diferença

Muita coisa mudou desde a introdução do euro a 1 de janeiro de 2002. Hoje recordamos o preço dos combustíveis antes da entrada do euro.

“Antes do Euro”, a rubrica da Razão Automóvel em que recuamos no tempo até ao final de 2001, o último ano do reinado do escudo como a moeda portuguesa.

Numa altura que o preço dos combustíveis parece não querer parar de subir, batendo recordes praticamente todas as semanas, recuamos até 2001 para «atestar» o preço dos combustíveis no tempo do escudo, antes da chegada do euro.

Portugal tem sido, por tradição, um dos países europeus onde o preço dos combustíveis é o mais elevado, com uma das principais razões a estar na excessiva carga fiscal — hoje 60% do valor que pagamos na «bomba» vai para o Estado.

VEJAM TAMBÉM: Quanto custava atravessar a Ponte 25 de Abril em 2001, no tempo da moeda antiga?
Posto combustível diesl gasolina

Basta constatar que, aqui ao lado, em Espanha, o preço da gasolina e gasóleo, apesar de estar também a bater recordes, continua a estar 25-30 cêntimos mais baixo por litro do que em Portugal.

Quanto custava um litro de gasolina 95, gasolina 98 e gasóleo, antes do euro?

A primeira resposta é… muito menos. Mesmo com o ajuste da inflação, o preço da gasolina e do gasóleo era consideravelmente inferior ao que hoje estamos a pagar, como podemos ver na tabela abaixo:

2001 2021 2022
Gasolina 95 182$43 ou 0,91 € (1,23 €) 1,64 € 1,917 €
Gasolina 98 190$45 ou 0,95 € (1,28 €) 1,74 € 1,952 €
Gasóleo 136$32 ou 0,68 € (0,92 €) 1,45 € 1,791 €

Notas:
Os valores ajustados à inflação na coluna referente ao ano de 2001 estão entre parêntesis “()” .
Os valores referentes a 2021 são o preço médio desse ano.
Os valores referentes a 2022 são os preços médios referentes aos últimos 14 dias à data da publicação do artigo.

Quando comparamos o valor do litro da gasolina 95 em 2001 (média do ano), incluindo já o ajuste da inflação, com o valor do litro da gasolina 95 simples em 2022 (valor médio dos últimos 14 dias) — a mais vendida em Portugal —, constatamos um aumento de 68 cêntimos, ou mais 55% do que antes da entrada do euro.

Fazendo o mesmo exercício para o gasóleo, verifica-se uma diferença bastante superior, de 87 cêntimos, um aumento de 94,5% (!).

Sempre a subir

A tendência desde o ano de 2001 tem sido uma de subida, havendo algumas exceções. Em 2009, após o «rebentar» da crise financeira global, e entre 2013-2016, registou-se uma quebra dos preços de combustíveis.

A outra exceção deu-se em 2020, quando «meio mundo» ficou confinado devido à pandemia, o que resultou numa redução substancial do tráfego aéreo e rodoviário, e, consequentemente, a uma queda substancial dos preços dos combustíveis.

VEJAM TAMBÉM: Poupar combustível é possível com algumas dicas básicas

Em 2021, o preço dos combustíveis recuperaram e ultrapassaram os valores pré-pandemia. Vimos, inclusive, os preços dos combustíveis bater vários recordes durante a segunda metade do ano e 2022 promete, infelizmente, manter essa tendência.

Fiquem atentos à Razão Automóvel, nos próximos dias vamos recordar outros modelos e outros preços, numa viagem até aos tempos «antes do euro». Enviem-nos mais sugestões para: agenda@razaoautomovel.com.

Fontes: Pordata, Mais Gasolina

Mais artigos em Crónicas