Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Dakar 2022

Aqueçam os motores! O Rali Dakar 2022 está quase a começar

750 pilotos e navegadores e 578 veículos. São estes os números da edição de 2022 do Rali Dakar, que volta a correr-se na Arábia Saudita.

Está quase a ir para a estrada o Rali Dakar 2022, a sua 44.ª edição e a terceira disputada na íntegra na Arábia Saudita, onde a areia e as temperaturas altas vão voltar a medir forças com pilotos e máquinas.

De 1 a 14 de janeiro, são 12 as etapas (a primeira está dividida em duas secções) a disputar, num total de 8177 km, 4258 deles cronometrados. São menos 500 km do que na edição anterior, mas de acordo com a organização, o percurso deste ano tem mais dunas e areia.

A prova arranca este sábado, no dia de Ano Novo, com um prólogo (Etapa 1A) entre Jeddah e Hail, que inclui uma especial cronometrada de 19 km. Ao todo são 750 pilotos e navegadores e 578 veículos em ação.

A NÃO PERDER: GR DKR Hilux T1+. A nova «arma» da Toyota para o Dakar 2022

Audi RS Q e-tron

20 portugueses em prova

No total, serão 20 os portugueses a participar na edição de 2022 do Rali Dakar. Nos carros, Miguel Barbosa (navegado por Pedro Velosa) está de regresso para o seu 4.º Dakar, o primeiro na Arábia Saudita. É o único piloto português na categoria.

Já Filipe Palmeira será o navegador do lituano Benediktas Vanagas (Hilux T1+) e Paulo Fiúza vai navegar Vaidotas Zalas (Mini JCW Rally), outro lituano.

José Martins, ao volante de um Iveco, é o representante português nos camiões do Dakar Classic. As duplas Luís Portela de Morais/David Megre, Rui Oliveira/Fausto Mota, Rui Carneiro/Filipe Serra e Mário Franco/Rui Franco são os representantes lusos nos SSV.

Miguel Barbosa
Miguel Barbosa

Nas motos, são sete os pilotos portugueses à partida: Rui Gonçalves (Sherco), António Maio (Yamaha), Joaquim Rodrigues (Hero), Mário Patrão (KTM), Alexandre Azinhais (KTM), Arcélio Couto (Honda) e Paulo Oliveira (KTM).

Os favoritos à vitória

A estreia dos Audi RS Q e-tron é uma das maiores novidades deste ano, já que marca a primeira participação de um veículo elétrico (tem também um motor a gasolina 2.0 TFSI, que apenas serve de gerador para carregar as baterias, não estando ligado aos eixos motrizes) no Dakar.

LEIAM TAMBÉM: RS Q e-tron. Todos os segredos da nova «arma» da Audi para o Dakar

O nível da Audi (tal como da MINI…) surge como uma incógnita, sem ninguém saber muito bem o que podem valer, ao certo, estas propostas.

Audi RS Q E-tron
As duplas que vão pilotar o RS Q e-tron (da esq. para dir.): Mattias Ekström e Emil Bergkvist, da Suécia; Stéphane Peterhansel e Edouard Boulanger, da França; e Carlos Sainz e Lucas Cruz, da Espanha.

Contudo, a dupla de pilotos Stéphane Peterhansel e Carlos Sainz — entre si somam 17 vitórias na prova — faz automaticamente da marca dos quatro anéis uma forte candidata à vitória final na categoria principal, agora denominada T1+.

Mas o grande favorito é Nasser Al-Attiyah e a sua nova Toyota GR DKR Hilux T1+. O piloto catari, que conquistou em outubro o Rali de Marrocos 2021, já afirmou publicamente que vai à Arábia Saudita em busca da sua quarta vitória no Dakar.

Al-Attiyah
Nasser Al-Attiyah

Durante a apresentação mundial da Toyota GR DKR Hilux T1+, Glyn Hall, diretor da equipa Toyota Gazoo Racing no Dakar não só partilhou do otimismo de Al-Attiyah como foi ainda mais longe, traçando um objetivo no mínimo impressionante: os quatro carros da equipa chegarem ao fim; pelo menos três ficarem no Top 10; e vencer à geral.

Calendário completo das etapas

  • Etapa 1A — Sábado, 1 janeiro / Jeddah – Hail (Total 834 km | Especial 19 km)
  • Etapa 1B — Domingo, 2 janeiro / Hail – Há’il (514 km | 333 km)
  • Etapa 2 — Segunda-feira, 3 janeiro / Há’il – Al Artawiyah (568 km | 338 km)
  • Etapa 3 — Terça-feira, 4 janeiro / Al Artawiyah – Al Qaysumah (555 km | 368 km)
  • Etapa 4 — Quarta-feira, 5 janeiro / Al Qaysumah – Riyadh (707 km | 465 km)
  • Etapa 5 — Quinta-feira, 6 janeiro / Riyadh – Riyadh (560 km | 346 km)
  • Etapa 6 — Sexta-feira, 7 janeiro / Riyadh – Riyadh (618 km | 402 km)
  • Sábado, 8 janeiro / Riyadh (dia de descanso)
  • Etapa 7 — Domingo, 9 janeiro / Riyadh – Al Dawadimi (701 km | 402 km)
  • Etapa 8 — Segunda-feira, 10 janeiro / Al Dawadimi – Wadi Ad Dawasir (830 km | 395 km)
  • Etapa 9 — Terça-feira, 11 janeiro / Wadi Ad Dawasir – Wadi Ad Dawasir (491 km | 287 km)
  • Etapa 10 — Quarta-feria, 12 janeiro / Wadi Ad Dawasir – Bisha (759 km | 375 km)
  • Etapa 11 — Quinta-feira, 13 janeiro / Bisha – Bisha (501 km | 346 km)
  • Etapa 12 — Sexta-feira, 14 janeiro / Bisha – Jeddah (680 km | 164 km)

Mais artigos em Notícias