Lisboa vai ter (ainda) mais radares. Fiquem a saber onde vão estar

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Radares

Lisboa vai ter (ainda) mais radares. Fiquem a saber onde vão estar

No total a Câmara Municipal de Lisboa investiu 2,142 milhões de euros na compra de 41 radares. Destes, 21 vão substituir radares antigos já distribuídos pela cidade e 20 serão instalados em novos locais.

A proposta do Orçamento do Estado para 2022 até pode ter sido recusada, contudo a estratégia de aumentar a receita do Estado através das multas de excesso de velocidade manteve-se inalterada, com o «apoio» da Câmara Municipal de Lisboa que já está no processo de instalação de 41 novos radares.

No total a aquisição destes radares representa um investimento de 2,142 milhões de euros por parte do executivo camarário, investimento esse que arrancou ainda antes das eleições autárquicas.

Destes 41 radares, 21 destinam-se a substituir aparelhos antigos, enquanto os restantes 20 serão instalados em novas localizações definidas na planta de localização do sistema de segurança rodoviária elaborada em junho de 2021 pelo anterior executivo camarário liderado por Fernando Medina.

A NÃO PERDER: Podemos ser multados por passar a mais de 60 km/h na Via Verde?
Radar Lisboa 2018
Os radares fixos vão-se tornar numa imagem ainda mais habitual na cidade de Lisboa.

Onde vão estar os novos radares?

No total serão 14 as avenidas que vão receber novos radares, sendo que em alguns casos as avenidas vão receber não um, mas dois radares (nos dois sentidos).

As avenidas que vão receber dois radares são as seguintes: Avenida Dr. Alfredo Bensaúde; Avenida dos Combatentes; Avenida Infante D. Henrique; Avenida Lusíada; Avenida Padre Cruz; Avenida Santos e Castro.

Já as avenidas Almirante Gago Coutinho; de Ceuta; Calouste Gulbenkian; Marechal Craveiro Lopes; General Norton de Matos; Marechal Gomes da Costa e a 2ª Circular vão receber um novo radar cada uma.

Por fim, os radares a substituir localizam-se nas avenidas da Índia e Brasília (dois radares), Infante D. Henrique (dois), de Ceuta (dois), General Correia Barreto (dois), Estados Unidos da América (dois), Marechal Gomes da Costa (um), Almirante Gago Coutinho (um), Eusébio da Silva Ferreira (um), 5 de Outubro (um), da Igreja (um), Cidade do Porto (um), João XXI (um), Afonso Costa (um), Eng. Duarte Pacheco (um), das Descobertas (um) e ainda na 2ª Circular (um).

Em declarações à Agência Lusa, a Câmara Municipal de Lisboa confirmou que “já foram substituídos 11 radares e instalados 18 novos”, acrescentando ainda que “os equipamentos estão a ser paulatinamente instalados e encontram-se em fase de testes”.

Ainda sem data prevista para a sua entrada em funcionamento (algo que a Câmara Municipal de Lisboa promete anunciar oportunamente), estima-se que o processo de instalação destes radares esteja concluído até ao final do ano.

LEIAM TAMBÉM: Radares de velocidade média. O que são e como funcionam?

Os novos radares

De acordo com a Câmara Municipal, estes novos radares “são equipamentos modernos e com uma tecnologia mais atual, que possibilitam o controle simultâneo de velocidade em várias vias e em ambos os sentidos” e permitem receber no Centro de Coordenação da Mobilidade dados de tráfego em tempo real.

Quanto à possibilidade de adquirir mais radares, a Câmara Municipal de Lisboa descarta, para já, essa possibilidade.

Sabe responder a esta?
Qual é a velocidade máxima do Bentley Continental GT Speed Convertible?

Mais artigos em Notícias