Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Mazda regista novo logótipo reforçando rumores de um novo Wankel

Aos poucos, a Mazda vai "levantando o véu" sobre o seu futuro e o motor Wankel parece estar cada vez mais perto. Resta saber se vai consumir gasolina.

Reconhecida por optar por “caminhos diferentes” no que ao futuro do automóvel diz respeito, nos últimos tempos a Mazda não tem dado “descanso” ao registo de patentes do Japão, tendo recentemente registado não só diversas designações como um novo logótipo.

Começando pelas designações patenteadas, estas são, de acordo com os media japoneses, as seguintes: “e-SKYACTIV R-Energy”, “e-SKYACTIV R-HEV” e “e-SKYACTIV R-EV”.

Quanto ao logótipo registado — o segundo depois de ter patenteado um logótipo com um estilizado “R” — este assume o contorno do rotor usado pelos motores Wankel, combinado com a letra “E” (em minúscula) estilizada ao centro.

A NÃO PERDER: Estará a Mazda está a desenvolver um novo coupé?
Mazda logótipo R
Este “R” foi o outro logótipo recentemente patenteado pela Mazda.

O que pode estar a caminho

Como é óbvio, apesar de ter patenteado novos nomes e um novo logótipo, não significa automaticamente que venham a ser usados. Contudo, ao fazê-lo veio alimentar uma série de rumores que dão conta das propostas que poderão vir a contar com as novas designações.

Enquanto o nome “e-SKYACTIV R-EV” é quase autoexplicativo, que implica o uso do Wankel num modelo elétrico como extensor de autonomia, como já tinha sido prometido em ocasiões anteriores para o MX-30, as designações “e-SKYACTIV R-HEV” e “e-SKYACTIV R-Energy” causam mais dúvidas.

Se a primeira parece ter algo a ver com modelos híbridos — HEV significa Hybrid Electric Vehicle ou Veículo Eléctrico Híbrido —, para a segunda, e-SKYACTIV R-Energy, o rumor mais intrigante envolve modelos com Wankel a hidrogénio.

Wankel

Esta hipótese ganha força quando levamos em conta, não só os rumores, como as próprias “pistas” dadas por alguns responsáveis da marca de Hiroshima acerca do desenvolvimento de mecânicas a hidrogénio e da sua capacidade para as aplicar.

LEIAM TAMBÉM: Ainda não é desta. Mazda atrasa o regresso do motor Wankel

Wankel a hidrogénio?

A Mazda já tinha dito no passado que o Wankel é particularmente indicado para consumir hidrogénio devido ao seu ciclo de combustão, pelo que têm sido vários os rumores que apontam para um regressado Wankel nesse sentido.

Caso não se recordem, a Mazda não é uma “novata” no que diz respeito a converter motores Wankel para consumirem hidrogénio. Afinal, o Mazda RX-8 Hydrogen RE contava com um motor designado 13B-Renesis que conseguia consumir tanto gasolina como hidrogénio.

Já em 2007, o motor designado 16X, presente no protótipo Mazda Taiki voltou a aplicar esta solução, conseguindo valores de potência bem mais interessantes (no RX-8 Hydrogen RE quando consumia hidrogénio o motor debitava apenas 109 cv face aos 210 cv oferecidos quando alimentado com gasolina).

VEJAM TAMBÉM: Como correu a primeira “prova de fogo” do motor a hidrogénio da Toyota?

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Mazda 323 GT-R?

Mais artigos em Notícias