Apresentação

Volkswagen ID.4 GTX. 299 cv e 2 motores para o mais desportivo dos ID.4

GTI, GTD, GTE… e GTX. Os elétricos com mais performance da Volkswagen recebem uma nova designação e o ID.4 GTX é o primeiro deles todos.

O Volkswagen ID.4 GTX é o primeiro a estrear a nova designação, que terá um posicionamento idêntico à histórica e venerável designação GTI. Caberá a ela identificar as versões mais desportivas tanto em aspeto como em performance da crescente família de modelos elétricos ID. da marca alemã.

A performance é garantida pela presença de um motor elétrico adicional no eixo dianteiro — assíncrono — que, em conjunto com o motor traseiro síncrono de ímanes permanentes (204 cv ou 150 kW), eleva a potência máxima até aos 299 cv (220 kW) e dá tração às quatro rodas ao SUV elétrico. O ID.4 GTX consegue assim acelerar até aos 100 km/h em 6,2s, enquanto a velocidade máxima fica limitada aos 180 km/h.

A alimentar tudo isto temos uma bateria de 77 kWh de 486 kg, posicionada no chão da plataforma — e garantindo um centro de gravidade muito baixo, mesmo tratando-se de um SUV — que dá ao ID.4 GTX uma autonomia em ciclo combinado WLTP de 480 km.

TÊM DE VER: Volkswagen ID.4 (2021) em vídeo. A melhor proposta do segmento?
Volkswagen ID.4 GTX

A Volkswagen garante que a bateria terá ainda 70% da sua capacidade original ao fim de oito anos ou 160 mil quilómetros.

Com um cabo Mode 3 standard, o ID.4 GTX carrega a 11 kW em corrente alternada. Num posto de carregamento rápido, com corrente direta, como podemos encontrar nos novos postos da IONITY, é possível carregar a 125 kW, sendo possível adicionar 300 km de autonomia em cerca de meia hora.

Chassis apurado, em opção

Dinamicamente não são referidas diferenças para os restantes ID.4, exceto as que estão disponíveis como opção.

Volkswagen ID.4 GTX

O pacote Sport, opcional, aproxima o ID.4 GTX 15 mm do solo ao mesmo tempo que recebe uma direção progressiva. Existirá ainda um pacote Sport Plus, que adiciona a suspensão adaptativa (DCC).

De série, o contacto com o solo é feito através de rodas com jantes de 20″ de série ou, opcionalmente, 21″, com os pneus a serem mais largos atrás (255 mm) do que à frente (235 mm).

A travagem está a cargo, à frente, por discos com 358 mm de diâmetro enquanto atrás, tal como os restantes ID.4, recorre a tambores. Uma decisão justificada pelo facto dos elétricos como o ID.4 terem travagem regenerativa — capaz de desacelerações até cerca de 0,3 g — pelo que os travões hidráulicos são menos requisitados, com os tambores a revelarem-se uma solução mais económica, de menor desgaste e manutenção.

Volkswagen ID.4 GTX
VEJAM TAMBÉM: Volkswagen ID.4 conquista o troféu de Carro Mundial do Ano 2021

Mais distinto

Além da maior potência e performance anunciados, o ID.4 GTX distingue-se ainda por novos detalhes estéticos, ainda que a discrição visual pareça ter sido o caminho escolhido.

Há vários elementos que passam a ser da cor da carroçaria, como as proteções em plástico sobre a parte inferior das portas e há outros elementos que perdem o tom metalizado e ganham um tom negro, como a moldura diretamente acima das janelas que também forma o pilar D. As entradas de ar (verdadeiras e falsas) passam a ter um acabamento em preto brilhante e o emblema GTX marca presença nos guarda-lamas e traseira.

Mas talvez o que mais distingue o Volkswagen ID.4 GTX dos restantes ID.4 seja a iluminação exterior. De série o GTX passa a ter os faróis IQ.LIGHT LED matrix e ganha ainda uma assinatura luminosa única, graças à presença de dois grupos de três LED adicionais, integrados nos nichos nas extremidades laterais do para-choques dianteiro.

Atrás, a iluminação também ganha destaque onde os grupos óticos passam a ser em LED 3D, compostos por nove elementos de cabo de fibra óptica independentes.

Por dentro as diferenças resumem-se a um esquema de cores único. Há um tom escuro predominante denominado Soul, complementado na parte superior do tabliê e nas aplicações similares a pele nas portas com um tom escuro de azul (X-Blue), que contrasta com inserções a vermelho, havendo outros elementos (volante, coluna de direção, painel de instrumentos e inserções nas portas) a preto brilhante.

Também aqui a designação GTX assume um lugar de destaque, aparecendo no volante, soleiras das portas e nos encostos de cabeça dos bancos dianteiros. Os pedais são em aço inoxidável e repetem o motivo “Play & Pause” da restante família ID.

VEJAM TAMBÉM: Skoda Enyaq iV chega em maio e já tem preços para Portugal

Quando chega?

O novo Volkswagen ID.4 GTX tem chegada prevista já para o próximo verão, mas os preços para Portugal ainda não são conhecidos.

Volkswagen ID.4 GTX
Sabe responder a esta?
Qual a potência do 1.5 TDCi EcoBlue do Ford Focus Active?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Ford Focus Active 1.5 Diesel testado. Precisamos mesmo de um SUV?

Mais artigos em Notícias