Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Inspeção Periódica Obrigatória

O meu carro chumbou na inspeção automóvel. E agora?

Representado pela "folha vermelha", o chumbo na inspeção automóvel tem diversas causas que, consoante a gravidade, podem até obrigar à imobilização do veículo.

É um dos “pesadelos” dos condutores. Acaba a inspeção automóvel e em vez de o examinador pegar numa folha verde, leva até à impressora uma folha vermelha, o que significa o chumbo do veículo na inspeção.

A “sentença” está dada. No prazo de 30 dias não só temos de corrigir os defeitos lá assinalados, como nos espera uma nova visita ao centro de inspeções, com um custo de 7,90 euros, e visa confirmar que os problemas foram corrigidos (só esses é que serão reavaliados).

Mas afinal de contas o que pode o nosso carro ter para receber a tão temida “folha vermelha”? Nas próximas linhas explicamos.

A NÃO PERDER: Inspeção automóvel. Quando tem de ser feita e o que é verificado?
Fumo inspeções
Muitas vezes motivo de reinspeção, as emissões são um dos defeitos que mais “dores de cabeça” dão aos proprietários.

As razões das reprovações

No total um carro pode reprovar na inspeção de três formas:

  • Quando são assinalados mais de cinco defeitos leves;
  • Quando são registados um ou mais defeitos graves ou muito graves;
  • Quando os defeitos anotados na inspeção anterior e que estejam assinalados na Ficha de Inspeção não foram corrigidos.

Os tipos de defeitos

Começando pelos defeitos leves (ou de “Grau 1”) estes correspondem a defeitos que não afetam gravemente as condições de utilização e segurança do veículo, sendo que por isso podem ser assinalados quatro na ficha de inspeção e o carro ser aprovado.

Mas atenção, se no ano seguinte o carro se apresentar na inspeção com os defeitos de “Grau 1” por corrigir estes serão classificados como de “Grau 2”, acontecendo o mesmo em caso de reinspeção.

Para prevenir situações deste género, é possível apresentar o carro a uma “reinspeção voluntária” no prazo de 30 dias quando este foi aprovado, mas sem uma “ficha limpa”. Nesse caso, e estando os defeitos leves corrigidos, este receberá uma ficha sem anotações.

Travões inspeção
Os problemas nos travões são outro dos motivos por trás de novas visitas ao centro de inspeções.

Já os defeitos graves (de “Grau 2”), correspondem a defeitos que afetam as condições de utilização ou de segurança. Além disto, defeitos que coloquem em dúvida a identificação do veículo também são classificados como de “Grau 2”.

Caso os defeitos graves sejam nos sistemas de direção, suspensão ou travagem o carro pode circular, mas sem passageiros ou carga até à reinspeção. Já no caso dos defeitos relativos à identificação do veículo, o condutor terá de ir ao IMT para corrigir a situação.

Por fim, os defeitos muito graves (de “Grau 3”) implicam a imobilização do veículo, com este a poder apenas circular até ao local de reparação e de lá até ao centro de inspeção para nova avaliação.

A NÃO PERDER: Detetores de radares de velocidade. Legais ou ilegais?

Deixei passar o prazo, e agora?

Como dissemos, após o chumbo na inspeção automóvel o condutor tem um prazo de 30 dias para corrigir os defeitos assinalados.

Caso apresente o carro a reinspeção e este volte a chumbar por ainda não estar em boas condições, o prazo desce para apenas 15 dias. Já se o prazo para a reinspeção for ultrapassado, o carro terá de ser alvo de uma nova inspeção completa.

Por fim, há mais uma regra no que à reinspeção diz respeito. É que esta deve ser efetuada no mesmo centro de inspeção onde o carro reprovou. Caso o condutor decida ir a outro centro o carro será sujeito a uma nova inspeção em vez de ver verificados apenas os defeitos assinalados.

Sabe responder a esta?
Qual foi o primeiro modelo a recorrer a um motor Diesel de injeção direta?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Autopédia