Desde 35 141 euros

Volvo XC40 T2 (129 cv). Testámos o SUV mais acessível da marca sueca

A bem sucedida gama XC40 recebeu recentemente uma importante adição, a versão Volvo XC40 T2. Será que o SUV mais compacto da Volvo mantém intactas as suas virtudes nesta motorização T2 de 129 cv?

O Volvo XC40 tem sido um verdadeiro sucesso de vendas. Pelo 2º ano consecutivo foi o 2º modelo mais vendido pela Volvo Cars em todo o mundo, apenas suplantado pelos números do modelo XC60. Um sucesso que conheceu agora um importante reforço com a chegada da motorização T2 a gasolina de 129 cv à gama Volvo XC40.

Trata-se do mesmo bloco que encontramos na versão T3, ou seja, é o mesmo motor de três cilindros 1.5 litros turbo debaixo do capô, mas com 129 cv ao invés de 163 cv. Surgindo de série com caixa manual (automática em opção) e sempre com tracção dianteira o Volvo XC40 T2 anuncia uma aceleração dos 0-100 km/h em 10,9 segundos e uma velocidade máxima de 180 km/h — é hoje assim em todos os modelos Volvo.

O Volvo XC40 T2 em estrada

Longe de qualquer pretensão desportiva, o Volvo XC40 T2 limita-se a cumprir as exigências de quem procura um SUV compacto moderno, prático e bem construído. Dito por outras palavras, os 129 cv de potência do Volvo XC40 T2 não entusiasmam, mas cumprem o seu papel.

VÊ TAMBÉM: Geely Preface. A berlina chinesa que partilha com o XC40 mais do que imaginas

Perdeu-se no campo da potência, mas ganhou-se no fator preço. Face ao Volvo XC40 T3, a versão T2 custa menos 2460 euros — o que não deixa de ser significativo. Os preços iniciam-se assim nos 35 141 euros (para a versão com caixa manual). Um valor que pode descer significativamente se optar pela campanha comercial que oferece o Volvo X40 T2 a gasolina por 29 500 euros.

Volvo XC40 T2 © Guilherme Costa / Razão Automóvel

Ainda falando dos custos, é pena que os consumos do Volvo XC40 T2 sejam tão sensíveis ao «peso» do nosso pé direito. É possível alcançar médias em torno dos 6,9 l/100km, porém, sempre que decidirem explorar mais as potencialidades deste bloco podem contar com consumos acima dos 7,5 l/100 km. Não é dramático, mas há modelos da concorrência que fazem melhor neste particular.

Relativamente ao conforto, o Volvo XC40 T2 está entre os melhores do segmento. A plataforma CMA (Compact Modular Architecture) em conjunto com as suspensões de acerto suave desempenham um excelente trabalho em todo o tipo de pisos. Conforto esse que é amplificado pela ergonomia geral e em particular pelos bancos, que oferecem um excelente conforto e um apoio muito satisfatório.

Por dentro do Volvo XC40 T2

O ambiente é tipicamente escandinavo. Linhas depuradas, com grande foco na ergonomia e na qualidade dos materiais. A Volvo fez um bom trabalho em todas as superfícies recorrendo a vários materiais para quebrar a monotonia que encontramos em alguns rivais.

A posição de condução é correta, muito por mérito das amplas regulações dos bancos e também do volante — a unidade que testámos estava ainda equipada com bancos elétricos (Power Seats) que custam 824 euros. Em suma, é difícil não encontrar a posição de condução ideal, independentemente da sua estatura. Algo que assume particular relevância nas deslocações mais longas.

Nos lugares traseiros o espaço também é suficiente para três crianças ou dois adultos. Relativamente à capacidade da bagageira, o Volvo XC40 oferece 460 litros, uma volumetria adequada ao segmento em que este SUV se insere. Local onde podemos encontrar algumas soluções muito engenhosas para transportar sacos e outros objetos.

Preço

unidade ensaiada

46.287

Versão base: €35.141

IUC: €172

Classificação Euro NCAP:

  • Motor
    • Arquitectura: 3 cilindros em linha
    • Capacidade: 1477 cm3
    • Posição: Dianteira Transversal
    • Carregamento: Injeção direta; turbo; intercooler
    • Distribuição: 2 a.c.c.; 4 válv./cil. (12 válv.)
    • Potência: 129 cv às 5000 rpm
    • Binário: 245 Nm entre as 1500-3000 rpm
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Automática (conversor de binário) de 8 velocidades
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4425 mm / 1863 mm / 1652 mm
    • Distância entre os eixos: 2702 mm
    • Bagageira: 460-1336 l
    • Jantes / Pneus: 235/55 R18
    • Peso: 1580 kg
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 7,4 l/100 km
    • Emissões de CO2: 166 g/km
    • Vel. máxima: 180 km/h (limitada)
    • Aceleração: 10,9s
  • Equipamento
    • Painel de instrumentos digital de 12,3''
    • Faróis de LED Mid
    • Sensores de ajuda ao estacionamento traseiros
    • Ar Condicionado
    • Display touchscreen de 9''
    • Sensor de chuva
    • Hill Descent Control
    • Lane Keeping Aid
    • Collision Mitigation Support, frente
    • Cruise Control
    • Volante em couro
    • CleanZone
Extras
Pack Power Seats — 824 €; Pack Lounge — 2706 €; Equipamento Momentum PLUS (Ar Condicionado 2 zonas, Faróis de nevoeiro em LED, Keyless Entry, Audio High Performance, Estofos em tecido comfort, 2 conexões USB, Apoio lombar elétrico, Sistema de navegação, Espelhos retrovisores exteriores e interior anti-encandeamento, Smartphone integration, Portão da bagageira elétrico, Jantes em liga leve 18'', Rails de tejadilho cromados) — 3859 €; Fecho elétrico portas traseiras — 86 €; Vidros Traseiros Escurecidos — 400 €; Pneu sobressalente temporário — 98 €; Carregamento smartphone indução — 211 €; BLIS — 554 €;
Avaliação
7 / 10
O Volvo XC40 é um dos melhores SUV do segmento. Se o preço não for uma questão, vale a pena optar pela versão T3 mais potente. Esta versão T2 cumpre, mas muito à justa para uma plataforma com tantas potencialidades. De resto, é um Volvo XC40 como nos o conhecemos desde 2018: um Volvo moderno. Conectado, bem construído e com um enorme bom gosto em termos de design. Bem sei que este é um parâmetro muito subjetivo, mas... haverá alguém que não admira o design SUV mais compacto da marca sueca? Eu acho que não.
  • Conforto;
  • Design;
  • Segurança;
  • Qualidade de construção;
  • Preço dos opcionais;
  • Consumos em cidade;

Mais artigos em Testes, Ensaio