Apresentação

BMW aumenta gama híbrida plug-in com os novos 320e e 520e

A "família" de híbridos plug-in da BMW continua a crescer. Os mais recentes membros são os novos BMW 320e e 520e e chegam já em março.

Com a eletrificação na “ordem do dia”, a BMW decidiu reforçar a sua gama de híbridos plug-in com os novos BMW 320e e 520e, que se juntam aos já conhecidos 330e e 530e.

A animá-los encontra-se um motor a gasolina de quatro cilindros com 2.0 l e 163 cv ao qual se associa um motor elétrico que permite uma potência máxima combinada de 204 cv enquanto o binário se fixa nos 350 Nm.

Com tração traseira ou integral, os BMW 320e e 520e contam sempre com uma caixa automática de oito relações. Quanto a carroçarias, ambos os modelos estarão disponíveis no formato sedã e carrinha (a.k.a Touring na BMW).

A NÃO PERDER: Já conduzimos o novo BMW iX3 em Portugal. O primeiro SUV 100% elétrico da BMW (vídeo)
BMW 520e
O BMW 520e partilha a mecânica com o mais pequeno 320e.

Económicos, mas velozes

No 320e sedã com tração traseira os 100 km/h chegam em 7,6s (a 320e Touring precisa de 7,9s) e a velocidade máxima fixa-se nos 225 km/h (220 km/h na carrinha). Já a 320e xDrive Touring cumpre os 0 aos 100 km/h em 8,2s e alcança os 219 km/h.

Quanto ao 520e, no formato sedã, este demora 7,9s a atingir os 100 km/h (a carrinha fá-lo em 8,2s) e a velocidade máxima fixa-se, respetivamente, nos 225 km/h e 218 km/h. Ambos capazes de atingir os 140 km/h em modo 100% elétrico, tanto o 320e como o 520e não têm autonomias neste modo assim tão díspares.

VÊ TAMBÉM: BMW está a desenvolver nova plataforma para elétricos, mas pode receber motores de combustão

O 320e sedã anuncia uma autonomia elétrica entre 48 a 57 km (ciclo WLTP); a 320e Touring entre 46 a 54 km; o 520e sedã entre 41 e 55 km e a 520e Touring entre 45 e 51 km. Comum a todos eles é o recurso a uma bateria de 12 kWh (34 Ah) que pode ser carregada até 3,7 kW, precisando de 3,6 horas para uma carga completa (2,6 horas caso se queira ir dos 0 aos 80%).

Situada debaixo dos bancos traseiros, a bateria acaba por “passar fatura” na capacidade da bagageira, que é inferior à dos restantes Série 3 e Série 5 não híbridos. Desta forma, o 320e sedã tem uma bagageira com 375 litros, enquanto o 520e sedã oferece 410 litros. As carrinhas, a 320e Touring e 520e Touring contam, respetivamente, com 410 litros e 430 litros.

Com lançamento no mercado previsto já para março, os preços dos novos BMW 320e e 520e é, para já, uma incógnita.

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidade da bagageira do BMW X1 PHEV?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Testámos o BMW X1 híbrido plug-in. O melhor dos X1?

Mais artigos em Notícias