Antevisão

O interior do novo Nissan Qashqai promete mais espaço, qualidade e tecnologia

Após ter antecipado o que esperar do novo Nissan Qashqai por fora, a marca japonesa agora dá-nos a conhecer o que esperar do interior do seu best-seller.

Se o primeiro foi sobre disrupção no segmento C, definindo uma nova bitola para todos os outros seguirem, o novo Nissan Qashqai, a terceira geração que chega em 2021, tal como a segunda, é sobre o evoluir e aprimorar da receita que fez dele um sucesso — o Qashqai está para a Nissan um pouco como o Golf para a Volkswagen.

Há poucas semanas ficámos a saber que o novo Qashqai vai crescer ligeiramente por fora, mas será à volta de 60 kg mais leve; e confirmámos que os Diesel não farão parte da gama, mas haverá motorizações mild-hybrid 12 V e híbridas (e-Power).

Com a data de lançamento a aproximar-se rapidamente, a Nissan levantou novamente a ponta do véu sobre o que esperar da nova geração do bem sucedido crossover — mais de três milhões de unidades vendidas na Europa, desde 2007 —, desta vez dando a conhecer melhor o interior.

TENS DE VER: Tudo o que já sabemos sobre a terceira geração do Nissan Qashqai
Nissan Qashqai

Mais espaço e funcionalidade

Como vimos há três semanas, o novo Qashqai vai assentar sobre a plataforma CMF-C. O crescimento das dimensões vai ser modesto da nova geração, mas irá refletir-se positivamente no aumento das cotas interiores.

À frente haverá 28 mm mais em largura ao nível dos ombros, enquanto atrás é o espaço para pernas a ser beneficiado em 22 mm, consequência do aumento da distância entre eixos em 20 mm. Esse aumento também terá reflexo no acesso aos lugares traseiros, com a Nissan a prometer que será mais amplo e fácil.

Nissan Qashqai interior 2021

Também a bagageira irá crescer substancialmente, em mais de 74 l, fixando-se nos 504 l — um valor bem mais concorrencial no segmento. O aumento resulta da combinação não só do ligeiro crescimento das dimensões externas, como também da plataforma que passa a ter o chão atrás mais baixo. A pedido de “muitas famílias”, o novo Qashqai herdará do antecessor a prateleira bipartida que garante flexibilidade acrescida à bagageira.

Há que mencionar também os bancos dianteiros — vão poder ser aquecidos e até ter função de massagem —, que passam a ter ajustes mais amplos: sobem e descem em mais 15 mm do que anteriormente, assim como há mais 20 mm de ajuste longitudinal.

Nissan Qashqai interior 2021

A Nissan anuncia também um interior mais funcional para o novo Qashqai, até nos pequenos detalhes. Por exemplo, tanto o botão do travão de mão eletrónico, como os comandos dos bancos aquecidos dianteiros foram reposicionados. E nem os porta-copos foram esquecidos: estão agora mais espaçados e, quando ocupados, já não atrapalham no manuseio da caixa manual — 50% dos Qashqai vendidos são com transmissão manual.

VÊ TAMBÉM: Parceria entre a Galp e a Nissan já trouxe novos postos de carregamento rápido

Mais qualidade e conveniência

A Nissan constatou que existe uma tendência de downsizing (diminuir de tamanho), não no tamanho das mecânicas, como no passado, mas nas escolhas do mercado, com mais clientes a passar do segmento D para o C. Para atrair esse tipo de cliente, a Nissan esforçou-se em elevar a qualidade dos materiais e montagem, assim como o adicionar de equipamentos mais comuns no segmento acima. A transição, apesar de descendente em posicionamento, não tem de ser em conteúdos ou qualidade.

Nissan Qashqai interior 2021

É por isso que encontramos equipamentos como os já mencionados bancos com massagem ou a anunciada atenção adicional na escolha dos materiais que revestem o interior ou até a ação dos comandos físicos, mais sólida e precisa. Também justifica a mudança da iluminação interior para um mais relaxante e elegante tom branco do que o laranja que tem marcado o Qashqai.

A atenção ao pormenor faz-se ainda ao nível dos vários sons que ouvimos quando usamos o Qashqai, sejam alertas ou informação (os beeps e bongs). Para esse efeito, a Nissan recorreu à Bandai Namco — a conhecida produtora de jogos de vídeo — para criar toda uma nova gama de sons que deverão tornar a experiência sonora mais clara e… agradável.

Mais tecnologia e conectividade

Por fim, não podia faltar um substancial reforço tecnológico. O novo Nissan Qashqai terá, pela primeira vez, um head-up display, com 10″. Este será projetado diretamente no para-brisas e a cores, e estará disponível a partir do nível de equipamento N-Connecta. Também o painel de instrumentos pode ser pela primeira vez digital (ecrã TFT de 12″) e será personalizável — nas versões de acesso contará com um painel de instrumentos analógico.

Nissan Qashqai interior 2021

O novo sistema de infoentretenimento também passará a estar acessível através de um ecrã tátil de 9″ (é de 7″ no modelo atual) e trará novas funcionalidades. Os Nissan Connected Services também estarão disponíveis na nova geração.

Android Auto e Apple CarPlay estarão disponíveis, com este último a poder ser sem fios. Sem fios é também o carregador para o smartphone que promete ser o mais potente do segmento, com 15 W. Também haverá mais entradas USB no interior do novo Qashqai, quatro no total (duas em cada fila de bancos), e duas das quais USB-C.

Nissan Qashqai interior 2021
TENS DE VER: “Irra!”, que os carros estão caros (e a tendência é piorar)

Mais… caro

Motorizações mild-hybrid e híbridas, portas em alumínio, mais assistentes à condução, mais tecnologia a bordo, etc. — mais significa mais… custo. Sem surpresas, isso significa que a nova geração do best-seller será também mais cara quando chegar até nós em 2021.

A Nissan não avançou ainda com preços, mas, por outro lado, com a tendência crescente da adoção de modalidades como leasing e renting, entre os particulares, os bons valores residuais que o Qashqai conhece permitirão valores concorrenciais.

Nissan Qashqai interior 2021

Mais artigos em Notícias