Apresentação

Novos Cayenne GTS e Cayenne GTS Coupé. Adeus V6, olá… V8

E vão duas… A Porsche volta a surpreender ao trocar um motor mais pequeno por outro maior, desta vez nos SUV Cayenne GTS e Cayenne GTS Coupé.

A Porsche repete a receita nos Cayenne GTS que vimos nos 718 Cayman GTS e 718 Boxster GTS. Ou seja, a variante GTS do SUV alemão viu o seu motor, um 3.6 V6 twin turbo, ser substituído por um maior, em capacidade e número de cilindros, 4.0 V8, à mesma twin turbo.

Não foi só o motor que “engordou”, também a potência e binário foram incrementados. O 4.0 V8 twin turbo ganhou 20 cv e 20 Nm em relação ao antecessor, fixando-se nos 460 cv e 620 Nm.

Acoplado ao V8 está uma caixa automática de oito velocidades Tiptronic (conversor de binário), transmitindo a potência e força deste às quatro rodas.

VÊ TAMBÉM: 6 cilindros, atmosférico e manual! Ao volante do Porsche 718 Boxster GTS (vídeo)
2020 Porsche Cayenne GTS Coupé

A marca alemã anuncia 4,5s nos 0-100 km/h (com Pacote Sport Chrono) e uma velocidade máxima de 270 km/h. Significa melhorias de, respetivamente, 0,6s e 8 km/h em relação ao antecessor — nada mal, considerando que acusa uma massa de 2220 kg (EU).

O que distingue os novos Cayenne GTS… V8?

Além do motor, como é apanágio das versões GTS da Porsche, estas gostam de evidenciar os genes desportivos, a começar pelo pacote dinâmico. Os Cayenne GTS estão 20 mm mais próximos do solo, e vêm de série com PASM (Porsche Active Suspension Management) e PTV Plus (Porsche Torque Vectoring Plus) para apurar o seu comportamento dinâmico.

Opcionalmente pode-se optar ainda pela suspensão pneumática com três câmaras, rebaixada em 10 mm, o eixo traseiro direcional e o PDCC (sistema de estabilização ativa, Porsche Dynamic Chassis Control).

O chassis é complementado por um sistema de travagem composto por discos de grandes dimensões — 390 mm x 38 mm à frente, 358 mm x 28 mm atrás — com pinças a vermelho. Em opção, estão disponíveis os discos PSCB (Porsche Surface Coated Brake) revestidos a carboneto de tungsténio, ou os PCCB (Porsche Ceramic Composite Brake) em carbono-cerâmica.

Exteriormente, os Porsche Cayenne GTS vêm de série com o Pacote Sport Design que se destaca por vários apontamentos a preto: entradas de ar dianteiras, frisos das janelas, saídas de escape do sistema de escape desportivo (duas saídas ovais exclusivas no Coupé), logótipo do modelo e da Porsche.

2020 Porsche Cayenne GTS Coupé

Também de série são as jantes de 21″ RS Spyder Design em preto acetinado, assim como os faróis LED PDLS (Porsche Dynamic Light System) e as luzes traseiras LED escurecidas.

Por dentro temos o tejadilho revestido a Alcantara, o mesmo material que encontramos nos centros dos bancos, no apoio de braço da consola central e portas. A complementar o estilo mais desportivo existem aplicações de alumínio escovado escurecido. Os Cayenne GTS vêm ainda com bancos desportivos exclusivos, com regulação em oito vias.

2020 Porsche Cayenne GTS

O logótipo GTS também pode ser encontrado no interior: portas dianteiras, nas proteções interiores das soleiras das portas, no conta-rotações e apoios de cabeça. É possível personalizar mais o interior com o Pacote Interior GTS que adiciona pormenores, como pespontos decorativos, em Vermelho Carmim ou Crayon.

VÊ TAMBÉM: Os Porsche Cayenne mais potentes que podes comprar são híbridos plug-in

Quanto custam?

Os novos Porsche Cayenne GTS e Cayenne GTS Coupé declaram consumos combinados WLTP entre os 13,3 l/100 km e 14,1 l/100 km e emissões de CO2 combinadas entre 301 g/km e 319 g/km.

Os preços começam nos 167 580 euros para o Cayenne GTS e nos 173 392 euros para o Cayenne GTS Coupé.

2020 Porsche Cayenne GTS
Sabes responder a esta?
Qual das casas de design italianas desenhou o Peugeot 406 Coupé?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Coupés dos anos 90 (parte 1). Lembras-te de todos eles?

Mais artigos em Notícias