Indústria

PSA e Punch Powertrain reforçam laços para a próxima geração de transmissões eletrificadas

O Grupo PSA e a Punch Powertrain assinaram uma segunda joint venture. O objetivo? Desenvolver e produzir a próxima geração de transmissões eletrificadas.

Focado em eletrificar a sua gama de modelos, o Grupo PSA decidiu estreitar relações com a Punch Powertrain, criando uma segunda joint venture relacionada com transmissões eletrificadas..

Com esta segunda joint ventureas duas empresas pretendem expandir a sua parceria estratégica no campo da eletrificação.

Assim sendo, a nova joint venture irá projetar, produzir e fornecer componentes e subsistemas de última geração para a próxima geração de transmissões eletrificadas (e-DCT).

VÊ TAMBÉM: PSA elege transmissões eletrificadas da Punch Powertrain para os seus semi-híbridos
Transmissão Peugeot 508 hibrido plug-in

Esta transmissão e-DCT destina-se a veículos mild hybrid (MHEV) e híbridos plug-in (PHEV) do Grupo PSA e até de outros construtores.

O que vai sair desta joint venture

Detida de forma maioritária pela Punch Powertrain (61% / 39%), a nova joint venture vai projetar, fabricar e fornecer a transmissão de dupla embraiagem DT2.

Assim sendo, a Punch Powertrain terá a seu cargo todas as atividades ligadas à sua linha de produtos DT2, abrangendo as funções de engenharia, fabrico e suporte, enquanto ao Grupo PSA caberá fazer um investimento financeiro na joint venture.

VÊ TAMBÉM: C5 Aircross Hybrid. Já sabemos quanto custa o primeiro híbrido plug-in da Citroën
Citroen C5 Aircross Hybrid

Transmissões eletrificadas: a DT2

A transmissão de que te falamos, a DT2, consiste numa transmissão de dupla embraiagem. A sua grande novidade é o facto de ser a primeira do mercado a incorporar um motor elétrico num veículo mild hybrid.

O desafio que enfrentamos vai muito além da simples redução de custos. Trata-se de eletrificação a custos acessíveis, em consonância com a nossa própria razão de ser.

Olivier Bourges, Vice-Presidente Executivo de Programas e Estratégia e Membro da Direção do Grupo PSA

Assim sendo, e de acordo com o comunicado divulgado pelo Grupo PSA, esta nova joint venture irá fornecer uma das primeiras soluções ao nível das transmissões de 48 V da indústria para veículos mild hybrid.

VÊ TAMBÉM: Opel Grandland X Hybrid. Agora também com tração dianteira
Opel Grandland X PHEV
Até 2024 a Opel pretende ter toda a sua gama eletrificada.

Acerca desta joint venture Jorge Solis, Diretor Geral da Punch Powertrain, declarou: “Esta nova joint venture permitirá liderar a industrialização da nossa próxima geração de transmissões para veículos elétricos híbridos do Groupe PSA”.

Sabes responder a esta?
Qual era a potência da Peugeot 505 Dangel 4×4?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Peugeot 505 Dangel 4×4 para todo o terreno

Mais artigos em Notícias