Segurança Rodoviária

Vêm aí mais radares. Até 2022 a ANSR vai investir 1,6 milhões de euros

Até 2022, a Autoridade Nacional da Segurança Rodoviária (ANSR) vai investir 1,6 milhões de euros na compra de novos radares e manutenção dos atuais.

De acordo com o publicado ontem em Diário da República, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) vai investir cerca de 1,6 milhões de euros na compra de novos radares e na manutenção dos atuais.

Segundo o documento publicado ontem, de acordo com a Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária (PENSE 2020) a ANSR passa a estar autorizada a assumir os encargos orçamentais adequados à operacionalização do Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO).

Assim sendo, entre 2020 e 2022, a ANSR pode gastar cerca de 1,6 milhões de euros com este sistema (a verba anual é de cerca de 539 mil euros).

VÊ TAMBÉM: Prometido, cumprido. Todos os Volvo vêm agora limitados a 180 km/h
Radar Lisboa 2018

Onde vai ser investido o dinheiro?

Segundo o que foi publicado em Diário da República, os cerca de 1,6 milhões de euros destinam-se não só à aquisição de novos radares como à manutenção daqueles que atualmente integram o sistema SINCRO.

Para além de se destinar à manutenção dos 50 locais onde são colocados os 40 radares da rede SINCRO, este montante será ainda aplicado na manutenção da aplicação informática do Sistema de Gestão de Eventos de Trânsito (SIGET) e de operação funcional do SIGET.

Segundo o Governo, “os locais de controlo de velocidade são selecionados em função da sinistralidade associada à prática de velocidades excessivas”.

Ainda de acordo com o executivo, “o recurso à fiscalização contínua e automática do cumprimento dos limites de velocidade (…) revela-se um meio eficaz para o acatamento destes limites por parte dos condutores”.

No total, espera-se que venham a ser instalados radares em 50 novos locais, juntando-se assim ao sistema SINCRO que está já em atividade desde 2016.


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Sabes responder a esta?
Qual é a cilindrada do Citroën Xantia Activa V6?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Citroën Xantia Activa V6

Mais artigos em Notícias