Curiosidades

Há um Toyota Carina II pendurado no Estádio do Dragão. Porquê?

Com as provas desportivas adiadas em virtude do surto de Covid-19, recordamos a história de um Toyota Carina II GL que está pendurado no teto do Museu do Estádio do Dragão.

Estamos todos no mesmo barco. Amantes de futebol, Fórmula 1, MotoGP, ralis encontram-se neste momento em ressaca profunda devido ao cancelamento do calendário de todos estas disciplinas — entre outras de igual importância.

É por isso que hoje decidimos recordar uma história ligada ao mundo do futebol e aos automóveis, na esperança de saciar aqueles que já têm saudades do desporto. Uma história curiosa e com muito fairplay.

O Troféu Toyota Carina II GL

Não estamos a falar de um troféu automóvel no habitual sentido da expressão. Normalmente, quando falamos de troféus associados a modelos de automóveis estamos a falar de competições monomarca que juntam numa corrida carros exatamente iguais — p. ex. Troféu Saxo Cup, Troféu Toyota Starlet, Troféu Kia Picanto, Troféu C1, etc.

Neste caso estamos a falar de um Toyota Carina II GL que é mesmo um troféu:

O Toyota Carina II GL que podem ver nas imagens diz respeito ao prémio atribuído ao jogador argelino do FC Porto, Rabah Madjer, por ter sido considerado o melhor jogador da Taça Intercontinental de 1987, também conquistada pelo clube «azul e branco» no Estádio Nacional de Tóquio, no Japão.

Uma final disputada entre o FC Porto e a equipa uruguaia do Peñarol que a equipa portuguesa venceu por 2-1, com golos de Fernando Gomes e do próprio Madjer.

fc porto taca intercontinental 1987
FC Porto 2-1 Peñarol. A final da Taça Intercontinental de 1987 foi disputada sobre um inesperado manto de neve. © Futebol Clube do Porto

Considerado um dos porta-estandartes da marca nipónica na década 80, o Toyota Carina II oferecido ao jogador do FC Porto transformar-se-ia, com o decorrer dos anos, num objeto mítico e de adoração para o clube. Processo que o presidente do Clube, Jorge Nuno Pinto da Costa, foi capaz de antecipar, opondo-se a todas a tentativas do plantel de então para vender o veículo e dividir a receita da venda.

Toyota Carina II
Não, não é o carro voador do Harry Potter.

De acordo com o presidente, o Toyota Carina II deveria ser preservado para, mais tarde, já na qualidade de troféu, ser exposto no Museu do FC Porto. Assim foi. É agora no teto do Estádio do Dragão que o FC Porto expõe orgulhosamente este troféu.


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Sabes responder a esta?
Qual a potência do Fiat Cinquecento Sport?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Fiat Cinquecento Sport (mas só em Portugal)

Mais artigos em Clássicos