Desporto Motorizado

Acidente na Rampa Porca da Murça resulta em duas vítimas mortais

Na primeira prova do Campeonato de Portugal de Montanha 2020, a Rampa Porca da Murça, um acidente que envolveu o piloto Luís Silva provocou duas vítimas mortais entre os espetadores.

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Vila Real em declarações à Lusa, o acidente deu-se por volta das 16h15, quando o carro pilotado por Luís Silva, já após ter terminado a sua subida da Rampa Porca da Murça, e já na zona de desaceleração, despistou-se ainda a uma velocidade elevada, indo em direção a um conjunto grande de espetadores.

Testemunhas no local, de acordo com o Autosport, o acelerador do carro do piloto, um BMW M3 (E30), terá ficado preso, surpreendendo o piloto que não conseguiu evitar o despiste. O piloto tentou imobilizar o carro, mas a velocidade deste, cerca de 160-170 km/h, tornou-o impossível, não conseguindo efetuar uma curva à esquerda, batendo nos rails de proteção, com o consequente despiste.

Encontravam-se várias pessoas atrás dos rails, mas a velocidade de embate foi de tal forma elevada que não conseguiram impedir que o carro colhesse várias pessoas, registando-se duas vítimas mortais, um homem e uma mulher, contando-se ainda mais sete feridos, dois deles graves — um destes é um bombeiro que prestava apoio à prova. O piloto Luís Silva não sofreu ferimentos.

Os organizadores da prova suspenderam-na de imediato, após conhecimento do acidente.

ESPECIAL: Salão de Genebra 2020 CANCELADO mas… as novidades continuam aqui!

A Câmara Municipal de Murça, entretanto, já reagiu ao acidente, deixando uma breve nota na sua página de Facebook endereçando as mais sentidas condolências às famílias das vítimas.

Também a APPAM (Associação Portuguesa dos Pilotos de Automóveis de Montanha) emitiu um breve comunicado:

Na sequência do trágico acidente ocorrido hoje, durante a Rampa Porca de Murça, que enlutou toda a família da Montanha, a Direção da APPAM apresenta as sentidas condolências aos familiares das vítimas e endereça os votos de total e rápida recuperação aos feridos.

Expressamos ainda a nossa total solidariedade e apoio ao nosso piloto associado Luís Silva. 

Gostaríamos ainda de enfatizar o nosso apreço pela rápida intervenção dos elementos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Murça, dos soldados da Guarda Nacional Republicana, da equipa médica de intervenção à prova, dos elementos da Organização e do INEM.

Joaquim Teixeira, Presidente da APPAM

Fonte: Autosport.


Atualização às 19h01: Foram adicionadas declarações do Município de Murça.


Atualização às 20h06: Foram adicionadas mais informações relativamente ao acidente.

Mais artigos em Notícias