CES 2020

Woven City, a cidade do futuro que a Toyota apresentou no CES

O objetivo da Woven City é ser a cidade do futuro. Por lá serão testadas soluções de mobilidade, robótica, inteligência artificial e condução autónoma.

Enquanto a maioria das marcas de automóveis aproveitou o CES 2020 para dar a conhecer as mais recentes tecnologias em que têm trabalhado ou protótipos de modelos futuristas, a Toyota achou que o certame de Las Vegas era o local ideal para apresentar a sua… cidade: Woven City é, para já, a sua designação.

A cidade do futuro da Toyota será uma realidade e irá nascer na base do Monte Fuji, ocupando uma área de 70,82 ha (hectares). Destinada, inicialmente, a funcionários da empresa e respetivas famílias, a cidade deverá albergar, numa fase inicial, cerca de dois mil residentes, estando o início da construção marcado para 2021.

Segundo a Toyota, Woven City será um “ecossistema totalmente conetado e alimentado por células de combustível a hidrogénio”, apresentando-se como um “laboratório vivo” onde os investigadores vão trabalhar em tecnologias ligadas à robótica, condução autónoma, mobilidade, “smart homes” (casas inteligentes) e inteligência artificial.

VÊ TAMBÉM: Ultra Compact BEV, a visão da Toyota para a mobilidade urbana
Woven City
Para transportar os habitantes dentro de Woven City a Toyota vai apostar em veículos autónomos.

Uma cidade do futuro, amiga do ambiente

Como não podia deixar de ser, Woven City vai ser uma cidade eco-friendly. Para começar, apenas veículos autónomos e de zero emissões vão poder circular nas principais artérias da cidade.

VÊ TAMBÉM: AC Schnitzer. A preparadora especializada em BMW mostra-nos o seu primeiro… Toyota
Woven City
Segundo a Toyota, as casas em Woven City terão inteligência artificial que vai recorrer a sensores para monitorizar o estado de saúde dos habitantes e ajudar nas tarefas diárias.

Para além disso, os edifícios serão, maioritariamente, produzidos com recurso a madeira para reduzir a pegada de carbono associada à sua construção. Estarão ainda equipados com painéis solares, permitindo-lhes assim complementar a energia produzida pelas células de combustível a hidrogénio.

Com o plano urbanístico a cargo do arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, Woven City vai contar com três tipos de ruas: umas serão apenas para veículos mais rápidos (e tradicionais), outras estarão projetadas para peões e pequenos veículos de mobilidade pessoal e as últimas serão exclusivas para peões.

VÊ TAMBÉM: Testámos o Toyota Corolla 1.8 Hybrid Exclusive. Serão os híbridos a melhor opção?

Para além dos seus funcionários, a Toyota pretende que Woven City seja também casa de outros investigadores e cientistas. Para tal, a marca nipónica já informou que poderá colaborar com outras empresas e parceiros académicos que por lá poderão trabalhar nos seus projetos.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Toyota Camry?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

O Toyota Camry já chegou a Portugal. Estes são os preços

Mais artigos em Notícias