Nostalgia

Lembras-te deste? GMC Vandura do Esquadrão Classe A

Segura as lágrimas, já és um homem. Foi esta frase que eu disse para mim mesmo ao ouvir novamente o genérico do Esquadrão Classe A no vídeo em destaque.

Nos artigos da rubrica «Lembras-te Deste» da Razão Automóvel, recordamos automóveis que nos fizeram sonhar. Pois bem. Quem é que nunca sonhou ter um furgão igual ao do Esquadrão Classe A (The A-Team)? Eu sonhei.

Se também foste uma criança na década de 80 — OK! os putos do início da década de 90 também contam…—  muito provavelmente estás comigo nesta viagem com quase 30 anos.

Uma época em que os recreios ainda não tinha sido invadidos por smartphones e em que nós imaginávamos coisas como: chamar três amigos, inventarmos que tínhamos uma «carrinha preta com listas vermelhas» e cada um desses amigos era uma personagem: Murdock, Cara de Pau, B.A. e Hannibal Smith.

O «dream team» do Esquadrão Classe A.

À luz da miudagem de hoje éramos malucos. Além disso, andávamos de bicicleta sem capacete e comíamos gelados EPÁ com uma pastilha de verdade lá dentro sem, imagine-se… asfixiarmos! Enfim, atividades de alto risco à luz deste tempo.

RELACIONADO: Lembras-te deste? Daihatsu Charade GTti, o mil mais temido

Mas pronto. Agora que já limpaste as lágrimas de nostalgia vamos falar da carrinha: a GMC Vandura do Esquadrão Classe A.

A GMC Vandura do Esquadrão Classe A

Naquela época era novo demais para me preocupar com especificações técnicas. Mas hoje, durante a pausa para o café, a nossa equipa debatia isso mesmo: qual seria o motor da carrinha do Esquadrão Classe A?

Uma pesquisa no Google deu-nos as respostas que nós pretendíamos.

Lançada em 1971, a 3ª geração da GMC Vandura esteve em produção até 1996. Durante esse tempo, foi recebendo diversas atualizações. Na época do Esquadrão Classe A, estava disponível em versões de tração traseira e tração às quatro rodas.

Pelas imagens da série, acreditamos que a GMC Vandura dos nosso heróis do pequeno ecrã era uma versão de tração traseira — ou seria de tração às quatro? Reparem no cubo das rodas da frente nas imagens que acompanham este artigo.

Quanto ao motor, a GMC do Esquadrão Classe A estava equipada com o motor mais potente da gama: um V8 com 7.4 litros de capacidade e 522 Nm de binário máximo. Menos que isso era estragar um ícone da nossa infância.

Havia ainda versões de seis cilindros em linha e inclusivamente versões Diesel!

A versão utilizada na série serviu ainda para a GMC introduzir, em 1985, uma novidade na gama Vandura: uma caixa manual de quatro velocidades. Era isso ou uma automática de três velocidades. Felizmente o Hannibal Smith escolheu (e bem!) combater o crime ao volante de uma GMC Vandura com uma caixa manual.

Hoje, volvidos mais de 30 anos ainda desejamos ter uma GMC Vandura na garagem. E tu?

A NÃO PERDER: “Comprámos uma carrinha funerária e montámos a Ripper Tours”

Terminado o artigo, deixem-me escrever o seguinte:

Adoro quando um plano dá certo.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Skoda Kodiaq RS?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o Skoda Kodiaq RS, um SUV de 7 lugares… “desportivo”. Faz sentido?

Mais artigos em Clássicos

Os mais vistos