Greve

Onde é que ainda podes abastecer? (em atualização)

A greve dos motoristas de matérias perigosas levou o Governo a declarar crise energética, poucos dias após a declaração dos serviços mínimos.

O Governo acaba de declarar crise energética, que começa às 23h59 desta sexta-feira (9 de agosto) e durará até à mesma hora de dia 21 de agosto, após ter declarado serviços mínimos há dois dias, na última quarta-feira.

O que isto significa para quem necessitar de abastecer durante a greve dos motoristas de matérias perigosas, que se inicia no próximo dia 12 de agosto e se prolonga por tempo indeterminado?

Será possível continuar a abastecer, ainda que com limitações. Os postos REPA (Rede de Emergência de Postos de Abastecimento) exclusivos estão destinados às atividades prioritárias (emergências médicas, bombeiros, segurança, etc.).

Os postos REPA não exclusivos, estão abertos ao público em geral, com o limite a fixar-se nos 15 l por viatura. 

Fora da rede REPA, os limites estabelecidos fixam-se nos 25 l para os veículos ligeiros e 100 l para os veículos pesados.

As limitações agora anunciadas para a rede prioritária e nos outros postos de combustível, no entanto, só entrarão em vigor a partir do próximo dia 11 de agosto às 23h59.

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, anunciou que vão ser enviados para todos os postos de abastecimento do país uma lista com os postos da rede REPA, que devem fixá-la para consulta por parte dos cidadãos.

Atualização a 12 de Agosto:

Como estava previsto, a greve dos motoristas de matérias perigosas iniciou-se hoje à meia-noite. A ENSE (Entidade Nacional para o Setor Energético) divulgou um mapa interativo que permite ver se nos postos da Rede de Emergência de Postos de Abastecimento (REPA) há ou não combustível:

Existe um outro mapa, do grupo de voluntários VOST Portugal (Voluntários Digitais Em Situações de Emergências para Portugal), que também permite ver se há ou não combustível nos postos de abastecimento do país. No entanto, não tem carácter oficial, mas é atualizado de forma regular.

Atualização a 19 de agosto:

A greve dos motoristas de matérias perigosas foi desconvocada, pelo que nos próximos dias assistiremos ao progressivo regressar ao estado normal de funcionamento dos postos de combustível.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos