Salão de Genebra 2019

Engelberg Tourer PHEV. O Mitsubishi híbrido que até dá energia à casa

O Engelberg Tourer PHEV é o mais recente protótipo da Mitsubishi e deixa antever as formas e as tecnologias que os futuros SUV da marca nipónica vão adotar.

O Salão de Genebra 2019 foi o palco escolhido pela Mitsubishi para revelar o seu mais recente protótipo, o Engelberg Tourer PHEV, anunciado como como um vislumbre do que será a próxima geração de SUV/Crossover da marca nipónica.

Esteticamente, o Engelberg Tourer PHEV é facilmente identificado como sendo um Mitsubishi, muito por “culpa” da secção dianteira, que surge com uma reinterpretação do “Dynamic Shied”, como temos visto nos modelos mais recentes da marca japonesa.

Com sete lugares e dimensões próximas às do atual Outlander PHEV, não seria de estranhar que o Engelberg Tourer PHEV (cujo nome deriva de um famoso resort de ski na Suíça) fosse já uma antevisão das linhas do sucessor do atual SUV híbrido plug-in da Mitsubishi.

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Genebra 2019 estão aqui
Mitsubishi Engelberg Tourer PHEV © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Sistema híbrido plug-in mais evoluído

A equipar o Engelberg Tourer Concept encontramos um sistema híbrido plug-in com uma bateria de maior capacidade (capacidade essa que não foi divulgada) e um motor a gasolina de 2.4 l desenvolvido especialmente para ser associado ao sistema PHEV e que funciona como um gerador de alta potência.

Mitsubishi Engelberg Tourer PHEV © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Apesar de a Mitsubishi não ter revelado a potência do seu protótipo, a marca nipónica divulgou que em modo 100% elétrico o Engelberg Tourer Concept é capaz de percorrer 70 km (face aos 45 km de autonomia elétrica do Outlander PHEV), sendo que a autonomia total chega aos 700 km.

Mitsubishi Engelberg Tourer PHEV © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Este protótipo conta ainda com o sistema Dendo Drive House (DDH). Este integra um modelo PHEV, um carregador bidirecional, painéis solares e uma bateria desenvolvida para uso doméstico e permite não só carregar as baterias do veículo como fazer com que este seja capaz de devolver energia à própria habitação.

De acordo com a Mitsubishi, as vendas deste sistema deverão começar ainda este ano, primeiro no Japão e mais tarde na Europa.

O Mitsubishi ASX também foi a Genebra

A outra novidade da Mitsubishi em Genebra dá pelo nome… ASX. Pois é, lançado em 2010, o SUV nipónico foi alvo de mais uma revisão estética (a mais profunda desde o lançamento) e deu-se a conhecer ao público no salão helvético.

Mitsubishi ASX MY2020 © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Em termos estéticos, destaque para a nova grelha, pára-choques redesenhados e para a adoção de faróis dianteiros e traseiros LED e para a chegada de novas cores. Já no interior, o destaque é o novo ecrã tátil de 8” (substitui o de 7”) e o sistema operativo actualizado.

Mitsubishi ASX MY2020 © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Em termos mecânicos, o ASX vai estar disponível com um motor de 2.0 l a gasolina (cuja potência não foi revelada) associado a uma caixa manual de cinco velocidades ou CVT (em opção) e com versões de tração integral ou dianteira, não tendo sido feita nenhuma referência ao motor Diesel de 1.6 l (lembra-te que a Mitsubishi decidiu abandonar os motores Diesel na Europa).

Sabes responder a esta?
Qual era a potência do Mitsubishi Pajero Evolution?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Mitsubishi Pajero Evolution. Feito para vencer, literalmente.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos