Fim da linha

Adeus Pulsar. Nissan retira modelo do mercado europeu

O Nissan Pulsar já tinha deixado de ser produzido em junho, agora saiu mesmo do mercado europeu.

Em junho, quando o Nissan Pulsar viu encerrada a sua produção, a Nissan respondeu justificando uma mudança de paradigma. A marca japonesa alegou que o crescimento do segmento dos SUV no segmento C, inviabilizava a manutenção de um modelo cujas vendas eram residuais. Os números confirmam.

Lançado em 2014, o Nissan Pulsar nunca conseguiu atingir números de vendas satisfatórios, tendo sido suplantado por todos os seus concorrentes.

Por outro lado, o Nissan Qashqai ofuscou por completo o Nissan Pulsar em número de vendas, deixando este último a fazer um caminho inglório como familiar compacto do segmento C.

RELACIONADO: Nissan GT-R Nismo vs. Honda NSX. Consegues imaginar o resultado final?
Nissan Almera
Temos de recuar 20 anos para encontrarmos um modelo da Nissan, do segmento C, com expressão de vendas: o Nissan Almera.

Era difícil justificar o esforço da Nissan em colocar o Nissan Pulsar num nível de vendas interessante, quando nunca foram atingidos os objetivos de vendas propostos.

Vendas Nissan Pulsar
Quando foi apresentado em 2014 tinha como objetivo de vendas anual 64 mil unidades. Em 2017, a Nissan vendeu apenas 25.221 unidades.

Segmento C, uma dor de cabeça para a Nissan

Já não é a primeira vez que a Nissan enfrenta dissabores na Europa. O antecessor do Nissan Pulsar, o Nissan Tiida, também não conseguir vingar.

Depois de retirar o nome Tiida da europa, o modelo renasceu mais tarde no mercado chinês. É praticamente igual ao Nissan Pulsar europeu, mas com o nome Tiida e continuará a ser comercializado. 

RELACIONADO: Nissan GT-R com 3500 cv. Quais são os limites do VR38DETT?
O Nissan Tiida foi lançado em 2007 em Portugal, tinha preços a começar nos 18.500 euros.

Almera Sedan também sai de cena

Um exclusivo do mercado russo, o Nissan Almera Sedan foi durante os primeiros anos de comercialização um automóvel extremamente popular. No entanto, os últimos anos foram de queda acentuada nas vendas, motivando a saída deste modelo do mercado russo. Era o único mercado onde o nome “Almera” continuava a ser utilizado.

Com estas alterações, a Nissan passa apenas a comercializar um modelo no segmento C, na Europa: o 100% elétrico Nissan Leaf.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos