Arranque a Frio

Carregador frontal autónomo num labirinto de vidro. O que pode correr mal?

A Sandvik é uma empresa sueca, que entre várias atividades, disponibiliza veículos de mineração autónomos… há mais de 20 anos.

Com 11 m de comprimento e 38 t de peso, este carregador frontal pesado da Sandvik, para trabalho em minas, é o equivalente ao proverbial “rinoceronte numa loja de porcelana” neste desafio. O objetivo é percorrer um percurso delimitado por placas de vidro — bem diferente do cenário rochoso do dia-a-dia —, demonstrando a eficácia da sua tecnologia autónoma.

Numa altura em que nunca se discutiu tanto automóveis autónomos e a sua futura aplicação, a Sandvik já aplica esta tecnologia em máquinas pesadas há mais de 20 anos e acumula mais de dois milhões de horas de operação subterrânea. Como refere Jouni Koppanen, engenheiro de sistemas sénior para a automação da Sandvik, “anos antes da indústria automóvel ainda começar a falar de veículos conceptuais (autónomos), os carregadores e camiões autónomos da Sandvik já trabalhavam com sucesso no subsolo”.

Surpreendente a minúcia com que o gigante mecânico navega pelo labirinto de vidro. Deixamos um segundo vídeo que mostra os bastidores deste desafio:

RELACIONADO: Imagens. Semi-reboque autónomo da Hyundai cumpre teste com sucesso

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 9h00 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Mais artigos em Notícias