À venda

Este Dodge Viper foi modificado pela… McLaren

Trata-se de um exemplar único, obra da ASC e da McLaren, que tirou muito mais sumo do enorme V10 do Dodge Viper. Haverá alguém que fique indiferente?

Concebido por um fornecedor americano, a American Specialty Cars (ASC) — entretanto já falido —, com o intuito de o passar à produção, após a sua exibição no Salão Automóvel de Detroit de 2006, este Dodge Viper ASC Diamondback é, um carro, e uma oportunidade única. Desde logo, por tudo aquilo que o envolve.

A ASC tinha colaborado com a Chrysler para o desenvolvimento do Dodge Viper SRT-10 (segunda geração), sendo que, a realização deste projeto, permitiria à empresa americana demonstrar toda a sua perícia em extrair a maior performance possível do desportivo americano. Focando-se, essencialmente, no melhoramento da relação peso-potência.

Entre as maiores curiosidades que marcam este Viper de segunda geração, está, não apenas as suas características, como também ser um projeto que contou com a participação da McLaren Performance Technologies.

RELACIONADO: Um milhão de dólares pelos últimos Dodge Viper e Demon

A empresa britânica foi a responsável pela preparação do massivo V10 de 8300 cm3 naturalmente aspirado que estava na base do Viper de série. E que, se de origem trazia pouco mais de 500 cv, após o “tratamento” McLaren, passou a debitar 624 cv de potência. Ou seja, mais de 100 cv que o bloco original!

ASC Diamondback Viper 2016

Destaca-se nesta preparação, a colocação de “trompetas” de admissão bem visíveis, numa clara alusão aos McLaren de competição de outros tempos, que, na década de 60, corriam na Canadian-American Challenge Cup, ou Can-Am.

Igualmente presente, a identificativa lista de cor laranja em redor da faixa negra central que sobressai ao longo do carro, e que é, também ela, uma alusão à preparadora de Woking.

3,5s dos 0 aos 96 km/h

Num modelo em que componentes como o tejadilho, a escotilha traseira, os pára-choques e as saias laterais acabaram substituídos por outros em fibra de carbono, como forma de reduzir o peso do conjunto, realce ainda para as prestações verdadeiramente arrasadoras que este Viper ASC Diamondback anuncia, como a capacidade de aceleração dos 0 aos 60 mph (96 km/h), em não mais que 3,5s!

ASC Diamondback Viper 2006

À venda num concessionário de nome American Supercars, localizado na cidade de Fresno, na Califórnia, esta é a segunda vez que este Viper ASC Diamondback procura dono, depois de uma primeira “passagem de testemunho”, em 2009.

VÊ TAMBÉM: Novo McLaren 600 LT. Maior, mais leve, mais potente

Apesar dos 12 anos que já leva de existência, o carro não tem mais que 119 km cumpridos. O que não deixa de ser também um argumento a procurar justificar os 295 mil dólares (quase 255 mil euros) por que está à venda e que são, basicamente, o mesmo valor que o atual dono pagou por ele, em 2009. Mesmo assim, um valor bastante em conta considerando os 750 mil dólares que custou à ASC fabricá-lo.

Contudo, o facto de ser possível adquirir, hoje em dia, um Viper de 2006 de série, por qualquer coisa como um quinto deste preço, certamente não ajudará à venda. Mesmo com o Viper ASC Diamondback a beneficiar do facto de, igual a si, não existir mais nenhum.

 

Sabes responder a esta?
A Hyundai quer ser tão sexy como a…
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Hyundai quer ser tão ou mais sexy do que a Alfa Romeo

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos