Recorde

Porsche 919 Evo. Mais rápido que um Fórmula 1

A Porsche retirou-se campeonato de endurance o ano passado. Surge, no seu lugar, oportunidade para libertar todo o potencial de performance do Porsche 919 Hybrid. Este é o Porsche 919 Evo.

Se o ano passado lamentávamos a saída da Porsche do Campeonato Mundial de Endurance — vai de armas e bagagens para a Fórmula E —, a marca alemã reservou uma última surpresa para celebrar devidamente os últimos quatro anos de sucessos do Porsche 919 Hybrid.

Das 33 corridas em que participou, o Porsche 919 Hybrid garantiu 17 vitórias, 3 Campeonatos de Pilotos e 3 Campeonatos de Construtores, onde se inclui também 3 vitórias consecutivas nas 24 Horas de Le Mans.

A Porsche sendo a Porsche, não desistiu ainda do 919 Hybrid, tendo desenvolvido uma evolução do seu protótipo a que chamou de 919… Evo — que mais poderia ser? O 919 Evo é o derradeiro 919 Hybrid, liberto das amarras dos regulamentos. O potencial esteve sempre lá. Stephen Mitas, engenheiro chefe de competição LMP1, que liderou este projeto reconhece-o.

Todos sabíamos que, independentemente do quanto sucesso o 919 Hybrid tivesse, nunca conseguiria demonstrar todas as suas capacidades. Na realidade, nem mesmo o (919) Evo consegue explorar totalmente o potencial técnico. Desta vez não estivemos limitados pelos regulamentos, mas pelos recursos.

O Porsche 919 Evo

A Porsche pegou num dos 919 Hybrid de 2017, e aplicou-lhe os desenvolvimentos em preparação para o WEC 2018, antes de anunciar a sua retirada, tendo sido adicionadas, posteriormente, mais alterações aerodinâmicas.

O grupo motriz manteve-se intacto, composto pelo conhecido V4 de 2.0 litros turbo e os dois sistemas de recuperação de energia — um através da travagem no eixo dianteiro, o outro através da energia do sistema de escape, com a energia de ambos armazenada num conjunto de baterias de lítio. O motor de combustão está ligado ao eixo traseiro, enquanto um motor elétrico garante tração à frente.

Porsche 919 Hybrid Evo

Os regulamentos de eficiência do WEC (World Endurance Champioship) limitavam a quantidade de energia do combustível por volta a 1,784 kg/2,464 l de gasolina por volta. Mas agora, sem estas restrições, o V4 viu a sua potência subir expressivamente — de 500 para 720 cv.

Da mesma forma, a quantidade de energia que se podia usar da que era gerada pelos sistemas de recuperação de energia estava limitada a 6,37 MJ (megajoule). Para esta primeira saída do 919 Evo, no circuito de Spa-Francorchamps, na Bélgica, esse valor subiu para 8,49 MJ, o que permitiu que a potência da componente elétrica do grupo motriz subisse de 400 para 440 cv.

Também as alterações aerodinâmicas efetuadas resultaram num incremento do downforce em 53% e num aumento de eficiência em 66% quando comparado com o setup usado na qualificação em Spa, durante a prova de 2017.

Porsche 919 Hybrid Evo

O Porsche 919 Evo apresenta um peso a seco de 849 kg, menos 39 kg que o carro usado em competição — para efetuar apenas uma volta rápida não é necessário o limpa para-brisas ou o ar condicionado. Também foram retirados diversos sensores, dispositivos eletrónicos, as luzes e o macaco pneumático.

Por fim, para melhor lidar com a carga aerodinâmica acrescida — produz mais downforce que um Fórmula 1 —, a Michelin desenvolveu pneus com novos compostos, capazes de gerar mais aderência, sem ter sido necessário alterar a dimensão dos pneus. O 919 Evo ganhou ainda um novo sistema de travagem-by-wire e a direção assistida foi adaptada às cargas mais elevadas que o carro permite, o que também obrigou a reforçar a suspensão com novos braços de suspensão à frente e atrás.

Mais rápido que um Fórmula 1

O libertar do potencial do Porsche 919 Evo foi demonstrado na obtenção de um novo recorde. Nos 7,004 km de Spa-Francorchamps, o piloto Neel Jani estabeleceu o tempo de 1 min 41,77 s, recorde absoluto do circuito belga. 

Porsche 919 Hybrid Evo

São menos 0,783 s do que o recorde anterior estabelecido por Lewis Hamilton ao volante do Mercedes-AMG W07 em 2017 — 1 min 42,553 s —, tempo que lhe garantiu a pole position no Grande Prémio da Bélgica em 2017.

Jani chegou a atingir 359 km/h na obtenção deste recorde, com a velocidade média a ser de uns impressionantes 245,61 km/h. Naturalmente todos os envolvidos estão extasiados com a performance do 919 Evo. Fritz Enzinger, vice presidente LMP1, é um deles:

Esta foi uma volta absolutamente fantástica (…) O nosso objetivo era demonstrar o que o Porsche 919 Hybrid era capaz, quando solto das restrições que normalmente vêm com os regulamentos.

Porsche 919 Hybrid Evo
Neel Jani, o piloto que conseguiu o recorde absoluto de Spa-Francorchamps

Mas o relato de Neel Jani, o piloto, é elucidativo sobre a performance do 919 Evo.

O 919 Evo é brutalmente impressionante. É definitivamente o carro mais rápido que alguma vez conduzi. O nível de grip é uma nova dimensão para mim, não conseguia imaginar esta quantidade de antemão. A velocidade com que tudo se passa numa única volta com o 919 Evo é tão rápido que a exigência na velocidade das reações é muito diferente do que estava habituado no WEC. Não somos apenas mais rápidos que a pole da F1 em 2017. A volta de hoje foi 12 s mais rápida comparada com a nossa pole position o ano passado.

RELACIONADO: Porsche Mission E. Versão mais «modesta» com mais de 400 cv

A “919 Tribute Tour” é para continuar

A volta recorde em Spa foi o primeiro evento da “919 Tribute Tour”, que continuará a marcar presença em mais circuitos durante o restante ano. Próxima paragem? Nürburgring. Coincidindo com as 24 Horas de Nürburgring, a 12 de maio.

Considerando o potencial da máquina, será que veremos a Porsche tentar, algum dia, o recorde absoluto do “Inferno Verde” alcançado em 1983 por Stefan Bellof ao volante de um Porsche 956? O tempo a bater é de 6 min 11.13 s, mas a Porsche já disse que a passagem pelo lendário circuito, verá o 919 Evo efetuar apenas uma volta de demonstração antes do arranque da prova.

Entre 12 e 15 de julho veremos o 919 Evo no Goodwood Festival of Speed, em 2 de setembro estará presente no Festival da Porsche em Brands Hatch, Reino Unido e entre 26 e 29 de setembro estará presente no circuito de Laguna Seca, nos EUA, para o Rennsport Reunion.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos