Salão de Genebra 2018

Honda CR-V em Genebra. Perde o Diesel, ganha híbrido

Atualmente o Sport Utility Vehicle (SUV) mais vendido no planeta, a nova geração do Honda CR-V está presente em Genebra estreando inédita versão híbrida, que toma o lugar do Diesel.

Em termos estéticos, o novo Honda CR-V não perde a identidade, com luzes diurnas LED em posição baixa e óticas também LED nas extremidades de uma nova grelha que ostenta o logo da marca e que melhora a eficiência de combustível.

Na lateral, o maior destaque vai para as cavas das rodas pronunciadas com um vinco na linha de cintura e as dimensões acrescidas relativamente ao antecessor, onde se inclui uma maior distância entre eixos.

Na traseira, as óticas em LED estão divididas pelo portão da bagageira, onde está inserido um friso cromado, e a matrícula, numa posição bem mais baixa. No pára-choques, destacam-se as duas ponteiras de escape nas extremidades e as proteções inferiores.

Honda CR-V

O novo Honda CR-V, a quinta geração desde 1995, é também a primeira com a opção de sete lugares, algo que tem sido cada vez mais abraçado pela maioria dos construtores. O modelo japonês tem, de resto, um acesso à terceira fila de bancos referência na classe, com uma abertura mais larga e mais baixa.

No interior, foi tida em conta a escolha dos materiais, assim como o espaço, tanto para os ocupantes, como para objetos. Já o painel de instrumentos conta com dois ecrãs de sete polegadas.

Já sabíamos que o Diesel ficava de fora nesta nova geração. O novo modelo está disponível com o motor 1.5 VTEC Turbo já usado no Honda Civic, com caixa manual ou automática CVT e tração dianteira ou integral.

Pela primeira vez, a tecnologia híbrida da Honda está também disponível num SUV na Europa. O novo Honda CR-V está disponível com o Intelligent Multi Mode Drive (i-MMD) – o sistema híbrido da Honda – com um motor a gasolina i-VTEC de 2.0 litros e dois motores elétricos.

Denominado i-MMD (Intelligent Multi-Mode Drive), recorre ao motor de combustão de ciclo Atkinson e a dois motores elétricos, com um a assistir o motor de combustão e o outro a servir de gerador.

A distância ao solo foi aumentada em 38 mm em todas as versões, até uma altura de 208 mm na versão 1.5 VTEC Turbo de tração integral.

Honda CR-V 2018

O destaque é a transmissão da versão híbrida, nada convencional. Tal como os 100% elétricos, esta unidade apresenta apenas uma relação fixa, sem embraiagem, ligando de forma direta os componentes móveis, possibilitando uma transferência de binário mais fluída e suave.

Vendas começam já este outono

Segundo revelou a marca nipónica em Genebra, o novo Honda CR-V deverá iniciar comercialização já este outono, embora apenas com a motorização 1.5 VTEC Turbo a gasolina. O híbrido só deverá chegar lá mais para o início do próximo ano.

Honda CR-V Hybrid
O Honda CR-V Hybrid chega em 2019.
A NÃO PERDER: Todas as novidades do Salão de Genebra 2018 de A a Z

Subscreve o nosso canal de YouTube, e acompanha os vídeos com as novidades, e o melhor do Salão de Genebra 2018.

Sabes responder a esta?
Qual é o coeficiente aerodinâmico mínimo do novo Audi A6?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Audi A6. Arsenal tecnológico para conquistar segmento

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos